terça-feira, setembro 30, 2008

A imaginação corre solta no rádio

Largada da Corrida da Gávea (década de 1930)
Foto extraída do site brazilyellowpages.com/automobilismo

Em 1934, o pioneiro das narrações esportivas Nicolau Tuma foi impedido de transmitir a Corrida da Gávea pela Mayrink Veiga.
Mas o speaker metralhadora não se rendeu e criou um esquema muito peculiar para fazer o ouvinte imaginar todas as emoções que envolveriam a prova.

Ouça depoimento do saudoso radialista a Geraldo Nunes, da Rádio Eldorado.

O episódio demonstrou o poder que o rádio tem de transportar o ouvinte para o local do acontecimento por meio da capacidade e criatividade das pessoas que conhecem as características deste poderoso meio de comunicação.
Expediente parecido foi utilizado pela Cidade FM, nos anos 80, para a cobertura do show do Queen no Brasil, mas esta já é uma outra história para um próximo mergulho pelas ondas do rádio.

segunda-feira, setembro 29, 2008

Visita Vip recebe Pedro Vilella para falar sobre Rádio e Hélio Ribeiro

Editora de cultura da USP FM,
Míriam Ramos comanda o Visita Vip de segunda a sexta




O VISITA VIP é apresentado diariamente, entre 13 e 14 h., pela USP FM.
Confira os próximos entrevistados:
Hoje - Pedro Vilella falando sobre Rádio e Helio Ribeiro
Amanhã é a vez de Guca Domênico, que conversa sobre seu livro, Bossa Nova e Noel Rosa
Acompanhe a descrição sobre o programa, no texto enviado pela própria jornalista Míriam Ramos:
O programa VISITA VIP estreou na Rádio USP FM em janeiro de 2007 sob o
comando da jornalista Míriam Ramos que trabalha na casa há 9 anos na
editoria de Cultura.
No primeiro momento, o programa era totalmente dedicado à musica,
especialmente de talentos novos e consagrados fora da chamada grande
mídia. As primeiras edições tinham duração de 40 minutos e foram
levadas ao ar todas as quartas-feiras - sempre às 16 horas.
Devido a grande demanda de trabalhos musicais de qualidade e a falta
de espaço de divulgação em rádio e tv, sem cobrar o famoso "jabá", a
Rádio USP FM decidiu ampliar o espaço do programa VISITA VIP na sua
programação com novo formato.
A partir de maio de 2008, o programa passou a ser realizado
diariamente em horário nobre - das 13h as 14h - duração de 1 hora .
O programa ganha mais um apresentador: Míriam Ramos e Lupércio Tomáz.
A dupla realiza o programa contando com a produção do experiente
radialista Reinaldo Alves.
Hoje o programa recebe a VISITA VIP de nomes da música, literatura,
teatro, cinema e personalidades de todas as áreas de interesse dos
ouvintes.
Já passaram pelo programa importantes figuras como Francis Hime,
Olivia Hime, Diretor do Memorial da América Latina - Fernando Calvoso,
Martinho da Vila, pianista Carol Murta Ribeiro, grupo Perímetro
Urbano, gaitista talentoso Victor Lopes, homenagem à Silvinha Araújo -
Jovem Guarda com o radialista Antonio Aguilar, Mafalda Minnozzi,
cantor Carlor Navas, Diretoria IBCC - Campanha Câncer, atriz Maria
Padilha e o Presidente da Anfavia Jackson Schneider, Superintendente
SESC SP Danilo Miranda, cantora Suzana Salles, compositor Dante
Ozzetti e Elke Maravilha entre muitos outros.
Também são realizadas edições ao vivo do VISITA VIP durante feiras
como Bienal do livro e Expomusic entre outras.

Programa VISITA VIP na Rádio USP FM
Apresentação:Míriam Ramos e Lupércio Tomaz
Veiculação: segunda a sexta das 13h as 14h
Produção: Reinaldo Alves
Contato: miriamramos@usp.br
Programa on line www.radio.usp.br

domingo, setembro 28, 2008

Sofá Bandeirantes recebe José Paulo de Andrade na estréia

José Paulo de Andrade inaugura o Sofá Bandeirantes
Neste domingo, 28 de setembro, às 22 horas, Paulo Galvão passa a comandar um novo quadro dentro do Acontece da Bandeirantes AM.
O Sofá Bandeirantes recebe a cada semana um dos jornalistas ou profissionais da emissora para falar sobre curiosidades e fatos de sua trajetória.

Ouça aqui o Sofá Bandeirantes de estreia com José Paulo de Andrade.

Na estréia, o apresentador e comentarista José Paulo de Andrade conversa sobre algumas saias justas que passou em mais de quatro décadas e meia de atuação na casa.

sábado, setembro 27, 2008

"Peças Raras" é destaque em programa da Bandeirantes AM

Fiori Giglioti faria 80 anos hoje.
Na foto extraída do site de Milton Neves, ele aparece como repórter de campo

Neste sábado o programa Você é Curioso?, apresentado por Marcelo Duarte e Silvânia Alves na Bandeirantes AM, contou com as nossas sonoras peças raras para homenagear o Dia do Rádio.

Ouça aqui como foi a minha participação.

Em destaque, você confere o "repórter voador" Franz Neto sobrevoa São Paulo no início dos anos 1970. Hélio Ribeiro foi o criador desta fórmula, a do sobervôo para informar sobre o trânsito da cidade com o "Abelhudo Cofap Bandeirantes". Tem ainda um depoimento de Fiori Giglioti sobre o momento em que chega a São Paulo. O áudio foi extraído de uma matéria especial sobre locução esportiva apresentada no programa "Grandes Momentos do Esporte", da TV Cultura, no início da década de 1990. Fiori faria 80 anos amanhã, neste dia 27 de setembro, se estivesse vivo.
Logo depois, um depoimento gravado com exclusividade para os 2 anos do podcast Peças Raras. Nele, Odayr Baptista fala da importância do saudoso narrador esportivo e diz porque o escolheu para imitar em sua Rádio Camanducaia.
Em época de Eleições, vale a pena ouvir de novo o jingle que foi criado para a campanha de Silvio Santos em 1989, quando o comunicador saiu candidato à Presidência da República. Lembra?
Tem ainda um achado que foi extraído de uma fita de rolo que chegou às minhas mãos já quase mofada. Graças ao empenho de um técnico de som que trabalha comigo na UNIP, o Carlos Santana - Carlão, recuperamos essa preciosidade. A peça rara remonta ao início do FM aqui em São Paulo e traz algumas passagens de uma locutora - da qual estou curioso para saber o nome (você sabe?) - na madrugada da Bandeirantes FM. Naquele tempo, cada música era anunciada e desanunciada e a locução era gravada, diferentemente do ritmo das FMs de hoje.
O programa na íntegra tem reprise logo mais, por volta de 21 horas. A Bandeirantes AM pode ser ouvida em AM 840 / FM 90,9 ou pelo site http://www.radiobandeirantes.com.br/.

sexta-feira, setembro 26, 2008

Livro conta história da Jovem Pan, na visão de Tuta

Estúdio principal da JP AM em São Paulo
A história da Jovem Pan contada por um de seus principais responsáveis. Este é o resultado do livro Sete Capítulos e Uma Grande História, escrito por Antonio Augusto Amaral de Carvalho, o Tuta.

Veja o vídeo sobre este lançamento apresentado por Wanderley Nogueira no site Jovem Pan Online .

Em 180 páginas, com fotos memoráveis como a de Fausto Silva entrevistando Pelé com os microfones da Jovem Pan, a publicação revela os bastidores dos últimos 59 anos da tradicional emissora.

Ouça a notícia veiculada na Jovem Pan AM neste 25 de setembro, Dia do Rádio.

A primeira edição do livro Sete Capítulos e Uma Grande História, lançada nesta semana da comunicação, está sendo distribuída a escolas de Comunicação, agências, empresários e funcionários da emissora.

quinta-feira, setembro 25, 2008

Peças Raras em destaque no Você é Curioso?, da Bandeirantes AM

O destaque do Você é Curioso?, neste sábado, 27 de setembro, às 10:30 h., serão nossas peças raras.
Eu terei a honra de ser entrevistado por Marcelo Duarte e Silvânia Alves ao vivo no programa da Bandeirantes AM.

Ouça o boletim Radioescuta Peças Raras de hoje sobre esta participação.

Na entrevista, vou apresentar 10 momentos marcantes do rádio e falar sobre eles. Se você está curioso para saber o que será destaque, vou revelar o grande momento que estou preparando.

Ouça uma homenagem a Fiori Giglioti que faria 80 anos neste dia 27 de setembro de 2008.


Zé Paulo de Andrade fala sobre sua relação com o rádio em podcast da Folha de São Paulo

Neste dia do rádio, comemorado em função do nascimento de Edgard Roquette-Pinto, a Folha Online também presta sua homenagem.

Clique aqui e acompanhe a participação de Zé Paulo de Andrade, apresentador e comentarista das manhãs da Bandeirantes AM.

quarta-feira, setembro 24, 2008

FGV mostra que rádios faturaram R$ 1,67 bilhão em 2007; deu no Meio & Mensagem Online

Boa notícia nesta véspera da comemoração de mais um Dia do Rádio. Leia o que saiu no MMOnline.


Pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgada na manhã desta terça-feira, 23, pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) revela que as rádios brasileiras tiveram receita de R$ 1,67 bilhão em 2007. Deste total, 89,2% são provenientes da publicidade, sendo que 58,2% da contratação de espaço via agências e 31% por meio de ações diretas das emissoras. Dados que, segundo o presidente da Abert, Daniel Slaviero, reforçam a necessidade da entidade trabalhar junto ao Legislativo e ao Executivo para evitar que projetos que propõem maior restrição à publicidade avancem. "Fica muito clara a dependência do setor do mercado publicitário. Na verdade é um mercado livre, aberto e gratuito, financiado exclusivamente pelos seus anunciantes. Qualquer iniciativa que vise a restrição de produtos que são legalmente autorizados a produzir e distribuir, entendemos como ameaça a liberdade de expressão comercial", afirmou Slaviero.Dentro desta perspectiva de receitas, o setor varejista é o que mais investe em anúncios no rádio: 45%; em seguida aparece o setor de telecomunicações com 8,2% do total de anúncios, perfumaria e farmácia com participação de 7%, os governos estaduais representam 6,7% do bolo, os municipais 6,2% e a administração federal investe 4,9% da sua verba nas emissoras de rádio do país. As bebidas alcoólicas que vem enfrentando restrições à veiculação de propaganda, correspondem a 1,5% do faturamento das rádios.O economista da FGV, Márcio Couto, destacou que todo o setor de radiodifusão ?-incluindo a televisão - gera 143,5 mil empregos diretor e 159,1 mil trabalhos indiretos. Isso, de acordo com Couto, evidencia a força que o setor possui no país, além de representar 0,49% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2006. O pesquisador ressaltou ainda que, além de mostrar a receita do rádio, o levantamento mensurou os custos das emissoras de rádio."Identificamos que 62,9% dos custos das empresas estão relacionados à administração e pessoal, 14,1% correspondem à remuneração de agências e os demais custos são de energia, telecomunicações, manutenção, entre outros", explicou o economista.O levantamento partiu da base cadastrada de 3006 emissoras de rádio comerciais - 1556 foram contatadas e 917 responderam. Do total de respostas, 464 eram emissoras AM e 453 FM. Para o presidente da Abert, esse alcance possibilitou chegar ao verdadeiro número do faturamento do setor de rádio no país. Slaviero afirmou que agora o trabalho da entidade será reforçar aos empresários a importância de responder ao trabalho já consolidado e de referência desenvolvido pelo Intermeios, que hoje alcança 113 rádios e estimou faturamento de R$ 767,2 milhões para o setor em 2007. "Cabe a nós da Abert e às entidades locais trabalharmos para que as emissoras informem ao Intermeios, já que ele é o meio tradicional e que já trabalha com informações bastante confiáveis", ressaltou Slaviero.Em novembro a Abert deve apresentar os dados relativos à televisão.


(Alexandra Bicca - para o Meio & Mensagem)




sábado, setembro 20, 2008

Rádio Camanducaia Informa: Metrô já é realidade na cidade do sul de Minas; Ouça Odayr Baptista

Em São Paulo, um tema recorrente em todas as campanhas dos "prefeituráveis" é a ampliação do metrô pelos quatro cantos da cidade.
Enquanto eles fazem estas e outras promessas no rádio e na TV, Odayr Baptista, o criador da Rádio Camanducaia, mostra que na singela cidadezinha do sul de Minas, o transporte já está nos trilhos.


Abaixo, você acompanha imagens exclusivas - enviadas pelo genial radialista e ilustrador para toda a sua rede de contatos - do avanço metroviário em Camanducaia.



Pela ordem, fotos das estações Cantina do Alberto, A Gorda Elegante, Largo da Matriz,
Mercadinho Sarrubo, Casa San Rafael e Selaria Silva









Livro Eldorado: a Rádio Cidadã tem lançamento nesta segunda em São Paulo

Nesta segunda, dia 22 de setembro, às 19:30 h., o jornalista João Lara Mesquita lança o livro Eldorado: a Rádio Cidadã, pela editora Terceiro Nome. A noite de autógrafos será no Restaurante Dom Pedro, que fica no espaço Villa Albany - Gastronomia e Entretenimento: Rua Augusta, 2.805, Jardins – (11) 3061-2987.
João Lara foi diretor da emissora entre 1982 e 2003 e revela histórias curiosas que marcaram sua passagem pela rádio do grupo Estado.

Ouça aqui entrevista concedida pelo escritor ao programa Panorama Eldorado desta sexta, dia 19 de setembro.

Acompanhe a resenha sobre o livro, extraída do site da editora Terceiro Nome:
“Depois de estudar música em Nova York, o jornalista João Lara Mesquita voltou ao Brasil para assumir a rádio Eldorado, de sua família, que dirigiu entre 1982 e 2003.É essa história, sobre a sua gestão, que João conta no livro Eldorado, a rádio cidadã. Há capítulos engraçados, como o de seu encontro em um elevador com Adoniran Barbosa; capítulos hilários, como o do chá de cadeira para falar com um possível patrocinador; capítulos que mostram os bastidores das notícias, como o da entrevista com Pedro Collor de Mello e o do jantar na casa de Paulo Maluf; capítulos que mostram derrapadas, como o do anúncio antecipado da morte de Tancredo Neves; capítulos que falam sobre a cobertura do Paris-Dakar, do Prêmio Cara-de-Pau, da campanha pela despoluição do rio Tietê. E um capítulo emocionado, que põe um ponto final na história, quando a família Mesquita é substituída no Grupo Estado por uma administração profissional e João se despede dos companheiros que com ele faziam a rádio.”

Você sabe por que 21 de setembro é o dia do Radialista?

A semana que vai de 18 a 25 de setembro é tradicionalmente conhecida como Semana da Comunicação, sobretudo em ambientes universitários. Alguns fatos relevantes justificam a denominação. Em 18 de setembro de 1950 entrou no ar a primeira emissora de TV da América Latina (a Tupi); 21 de setembro é o dia do Radialista, comemorado desde 1945, após Decreto-Lei que fixou os níveis mínimos de remuneração dos que trabalham em empresas de radiodifusão; 25 de setembro é o Dia do Rádio, em homenagem a data de nascimento de Edgar Roquette Pinto (em 1884), considerado o Pai do Rádio no Brasil.

Ouça um depoimento de Nicolau Tuma, morto em 2006, em que o radialista explica ao jornalista Geraldo Nunes, da Rede Eldorado de Rádio, a origem do termo que designa os profissionais de rádio e TV no Brasil.

Foto de Nicolau Tuma extraída do site de Isto É Gente e creditada a Edu Lopes.


Nicolau Tuma foi pioneiro nas transmissões esportivas. A primeira partida de futebol que narrou foi em 1932, quando já trabalhava há 3 anos em rádio. Logo, ganhou o apelido de “speaker” metralhadora. Speaker era a forma como os locutores eram chamados à época; metralhadora se deve à agilidade com que Tuma narrava, permitindo ao ouvinte acompanhar o jogo em cima de cada lance, mesmo sem a imagem.
Ainda em 1932, o radialista teve fundamental importância para a Revolução Constitucionalista. Pela Rádio Record, foi dele a voz que transmitiu, em primeira mão, o início da Revolução Constitucionalista, em 9 de julho daquele ano.
O pioneirismo continuaria a ser a marca de Nicolau Tuma ao longo de sua trajetória profissional. Foi o primeiro também a narrar corridas de automóveis, durante a 2ª Guerra dirigiu a Rede de Emissoras Associadas.
Um lutador pelas causas democráticas, Nicolau Tuma – aos poucos – passou a atuar na política, em que permaneceu tendo destaque pelo pioneirismo. Teve participação marcante, por exemplo, na elaboração do primeiro Código Nacional de Trânsito e do primeiro Código Brasileiro de Telecomunicações.
Em 1969, deixa a política e continua a atuar como jornalista no rádio e na TV.
Nicolau Tuma morreu na noite de 11 de fevereiro de 2006, aos 95 anos, de falência múltipla dos órgãos.

sexta-feira, setembro 12, 2008

"Você é Curioso?" lança Banda The Soundtrackers

Rodrigo Rodrigues (à direita) e a rapaziada da Soundtrackers,
banda que faz "estréia mundial" no Você é Curioso? deste sábado

Depois de 3 semanas na China para fazer uma curiosa cobertura das Olimpíadas e de mais uma semana de férias, Marcelo Duarte volta ao comando – ao lado de Silvânia Alves - do programa de variedades das manhãs de sábado da Bandeirantes AM (840 KHz, FM 90,9 ou http://www.radiobandeirantes.com.br/).

Para marcar o retorno em alto estilo, o Você é Curioso? apresenta em primeiríssima mão o trabalho da banda The Soundtrackers.

Marcelo Duarte antecipa aqui a atração do programa de amanhã, que vai ao ar a partir das 10:30 h.

A banda The Soundtrackers é comandada pelo apresentador do programa Vitrine, da TV Cultura, Rodrigo Rodrigues e tem como proposta tocar ao vivo músicas que compõem a trilha sonora de filmes campeões de bilheteria dos anos 50 até os dias de hoje.

Conheça uma prévia no MySpace.


Há 40 anos, É Proibido Proibir!

Capa do Compacto com a música É Proibido Proibir

Em 15 de setembro de 1968, a TV Globo promoveu no TUCA (Teatro da Universidade Católica – PUC), a eliminatória paulista do III Festival Internacional da Canção.
Inspirado nos grafites que ganharam as ruas de Paris durante o movimento estudantil de maio daquele ano, Caetano Veloso defendeu – com os Mutantes – a canção É Proibido Proibir.
A platéia composta de estudantes não entendeu o recado e reagiu à apresentação de Caetano com ovos e tomates, além de uma sonora vaia.
O baiano improvisou então um dos discursos mais veementes da história da cultura nacional e, sem dúvida, um momento marcante do movimento Tropicalista.


Ouça aqui o discurso histórico de Caetano Veloso durante o III Festival Internacional da Canção.


Acompanhe a transcrição do discurso, publicada no blog Over Mundo:

“Mas é isso que é a juventude que diz que quer tomar o poder? Vocês têm coragem de aplaudir, este ano, uma música, um tipo de música que vocês não teriam coragem de aplaudir no ano passado! São a mesma juventude que vão sempre, sempre, matar amanhã o velhote inimigo que morreu ontem! Vocês não estão entendendo nada, nada, nada, absolutamente nada. Hoje não tem Fernando Pessoa. Eu hoje vim dizer aqui, que quem teve coragem de assumir a estrutura de festival, não com o medo que o senhor Chico de Assis pediu, mas com a coragem, quem teve essa coragem de assumir essa estrutura e fazê-la explodir foi Gilberto Gil e fui eu. Não foi ninguém, foi Gilberto Gil e fui eu!Vocês estão por fora! Vocês não dão pra entender. Mas que juventude é essa? Que juventude é essa? Vocês jamais conterão ninguém. Vocês são iguais sabem a quem? São iguais sabem a quem? Tem som no microfone? Vocês são iguais sabem a quem? Àqueles que foram na Roda Viva e espancaram os atores! Vocês não diferem em nada deles, vocês não diferem em nada. E por falar nisso, viva Cacilda Becker! Viva Cacilda Becker! Eu tinha me comprometido a dar esse viva aqui, não tem nada a ver com vocês. O problema é o seguinte: vocês estão querendo policiar a música brasileira. O Maranhão apresentou, este ano, uma música com arranjo de charleston. Sabem o que foi? Foi a Gabriela do ano passado, que ele não teve coragem de, no ano passado, apresentar por ser americana. Mas eu e Gil já abrimos o caminho. O que é que vocês querem? Eu vim aqui para acabar com isso!Eu quero dizer ao júri: me desclassifique. Eu não tenho nada a ver com isso. Nada a ver com isso. Gilberto Gil. Gilberto Gil está comigo, para nós acabarmos com o festival e com toda a imbecilidade que reina no Brasil. Acabar com tudo isso de uma vez. Nós só entramos no festival pra isso. Não é Gil? Não fingimos. Não fingimos aqui que desconhecemos o que seja festival, não. Ninguém nunca me ouviu falar assim. Entendeu? Eu só queria dizer isso, baby. Sabe como é? Nós, eu e ele, tivemos coragem de entrar em todas as estruturas e sair de todas. E vocês? Se vocês forem... se vocês, em política, forem como são em estética, estamos feitos! Me desclassifiquem junto com o Gil! Junto com ele, tá entendendo? E quanto a vocês... O júri é muito simpático, mas é incompetente.Deus está solto!Fora do tom, sem melodia. Como é júri? Não acertaram? Qualificaram a melodia de Gilberto Gil? Ficaram por fora. Gil fundiu a cuca de vocês, hein? É assim que eu quero ver. Chega!”

quinta-feira, setembro 11, 2008

Audição do Mês com Chico Buarque na Rádio Matraca, da USP FM

Discografia de Chico Buarque nos anos 70, extraída do site do artista

O programa Rádio Matraca revive os tempos em que as pessoas se reuniam nas tardes de sábado e curtiam um disco na vitrola. É a Audição do Mês, que conta com a ajuda dos ouvintes para escolher o LP que será ouvido na íntegra.

Ouça a participação de Laert Sarrumor, que explica como é a promoção.

Ainda dá tempo para você votar e concorrer a um jantar completo na Pizzaria da Concheta, no Bixiga, com direito a um acompanhante. Envie email para radiomatraca@terra.com.br e escolha o disco de sua preferência, entre esses seis lançados nos anos 1970 pelo mestre Chico Buarque de Holanda:

Construção (1971)
Calabar, O Elogio da Traição (ou Chico Canta) (1973)
Sinal Fechado (1974)
Meus Caros Amigos (1976)
Chico Buarque (1978)
Ópera do Malandro (1979)

O disco mais votado será executado na íntegra no programa que irá ao ar neste sábado, dia 13 de setembro, quando um ouvinte será sorteado e ganhará um jantar completo na Pizzaria da Concheta, no Bixiga, com direito a um acompanhante.
Participe e boa sorte!

RÁDIO MATRACA, programa de música, humor e curiosidades, produzido e apresentado por ALCIONE SANNA e LAERT SARRUMOR.
TODO SÁBADO, 17h, PELA USP FM - 93,7 Mhz
Ouça também pela internet:
em tempo real, no site da Rádio USP: http://www.radio.usp.br/
Ou a qualquer momento, na semana seguinte ao programa ser apresentado, no link
http://www.radio.usp.br/programa.php?id=20


Saiba mais sobre Chico na década de 70:

Acompanhe aqui os detalhes e uma entrevista de Chico se passando por Julinho de Adelaide.


terça-feira, setembro 09, 2008

O Humor continua no ar: A Turma da Maré Mansa no Radioescuta Peças Raras

Quando iniciei a produção do podcast Peças Raras em maio de 2006, tinha muita vontade de apresentar no episódio de número 1 um trecho de A Turma da Maré Mansa. Afinal, lembro-me de quando tinha meus 8 anos de idade e ia para a imensidão do meu quarto e lá colocava, embaixo do travesseiro, o rádio sintonizado na Globo do Rio.
Era mágico ouvir e imaginar cada cena do humorístico.
Demorou algum tempo até que, graças a contatos com outros colecionadores de trechos radiofônicos consegui uma boa seqüência daquele programa que marcou os anos 70 e 80.

Neste caso, os responsáveis pela peça rara são: o Talvane Lukato, que comanda o Museu do Rádio de São Luiz do Maranhão (que tinha o áudio em uma fita), e o Hugo Rosa, do site Outras Bossas, que se empenhou em melhorar a qualidade do som original.

Ouça aqui meia hora da "impagável" Turma da Maré Mansa.

Leia mais na Wikipedia.

sexta-feira, setembro 05, 2008

Gafes Radiofônicas no Comédia em Pé - Maurício Menezes

Mais uma peça rara escreve e contribui com este blog.
Desta vez é o Leandro Valino, do blog Criação Diário.
Aluno de terceiro ano de Propaganda e Marketing, Valino publica diariamente dicas, curiosidades e notícias de Criação. Passe por lá e conheça o trabalho desse jovem talento.
Bem, mas vamos à contribuição do Leandro Valino. Ele envia um link do YouTube em que Maurício Menezes se apresenta no projeto de stand-up Comédia em Pé.
Na mesma linha do que trouxemos esta semana com o pioneiro José Vasconcelos, o comediante dedica um momento de seu espetáculo solo às gafes radiofônicas. Confira!




Em breve, eu trago mais sobre o trabalho do nosso novo colaborador Leandro Valino.

quinta-feira, setembro 04, 2008

Notícia em 1ª Audição: Antônio Celso volta a pilotar A Máquina do Som

Conforme anunciamos neste blog em 11 de julho de 2008, A Máquina do Som de Antonio Celso está de volta.
Quem trouxe a notícia em primeira mão foi mais uma vez nosso correspondente radiofônico Luiz Uchida.
Por enquanto, a mais nova radioweb está no ar ainda em formato beta e fase experimental. Em dez dias, Antônio Celso prevê que a rádio vai estar com seu formato definido.

Os time de locutores é de primeiríssima e todos passaram pelos microfones da emissora na fase áurea do pioneirismo em rádio musical no Brasil: Carlos Henrique, Dedé Gomes, Wellington de Oliveira, Ailton Silva, Jorge Chamberlein, Júlio César, Sérgio Boca, César Fofá.

A equipe técnica, por enquanto, é formada por: Bruno Bento e Nelson Wolter (nasceu na Alemanha e é mais um profissional que fez parte da Excelsior original.


O site foi desenvolvido pela empresa Lab 3.


Outra curiosidade: os detalhes jurídicos da rádio ficam a cargo do Dr. Paulo Barbosa, que foi um dos programadores da emissora.

Para ouvir, basta clicar aqui ou na imagem da Máquina do Som.

Embarque nesta e boa viagem. Em breve, confira um bate-papo com Antônio Celso com exclusividade em nosso blog/podcast Peças Raras.

ATUALIZAÇÃO EM NOVEMBRO DE 2010:

Desde que publicamos a auspiciosa notícia do retorno da "Máquina do Som" em versão de radioweb neste blog, o assunto está entre os mais clicados. A iniciativa do original Antonio Celso mereceu diversos comentários e muita repercussão no final de 2008 e durante o início do ano passado.

O investimento em equipamentos e no espaço físico da rádio foi pra valer. Aliás, não sei se alguma outra de iniciativa pessoal que transmite exclusivamente pela web ousou fazer o mesmo até hoje.

A notícia que guardo há meses comigo, em respeito ao pioneirismo da máquina e por ter me mantido na torcida por uma reversão do quadro, é a de que a emissora não está mais no ar.

Agora, impulsionado por um comentário da apresentadora Silvânia Alves no Você é Curioso?, da Rádio Bandeirantes, no sentido de aplaudir a volta da Excelsior, percebi que é importante que você que gosta de rádio saiba que para a máquina engrenar novamente é preciso que empresários passem a acreditar e a investir em mídias independentes exclusivamente transmitidas via web.

Ouça o Mofolândia em homenagem a Antonio Celso e, em seguida, o comentário de Silvânia Alves.

Quer fazer algo para voltar a ouvir as melhores músicas de todos os tempos durante o tempo todo? Então, deixe um comentário aqui neste blog manifestando esse interesse e eu respondo a você como isso é possível.



Vale a Pena Rir de Novo: Zé Vasconcelos - pioneiro do Stand-up

Clique no título acima ou na imagem abaixo e ouça a edição de 10 de julho do ano passado do podcast Peças Raras.

Nesta edição, apresento um trecho do programa São Paulo de Todos os Tempos, comandado por Geraldo Nunes e que passará a se chamar Brasil em Todos os Tempos a partir deste mês, na Rede Eldorado de Rádio. Curta a genialidade e todo o humor de Zé Vasconcelos, o primeiro artista a fazer um show solo de piadas no Brasil. Vale a pena rir de novo! No destaque, foto extraída do portal Unicamp.
Ouça também o boletim Radioescuta Peças Raras sobre o humorista, que foi ao ar hoje, às 11 horas, pela Rádio Malaveiaweb.


Sintonize: Rádio Matraca e Blog do Língua


Como acontece toda semana, o produtor e um dos apresentadores da Rádio Matraca, apresentada aos sábados, 17 horas, pela USP FM (93,7 ou http://www.radio.usp.br/) antecipa as atrações deste final de semana.
A edição deste dia 06 de setembro será uma "fashionweek" musical. O programa abre o guarda-roupa sonoro e leva ao ar um especial com músicas que tem como tema roupas de vestuário.
Antes, para preparar o clima, o ouvinte confere detalhes da gravação de "A Promessa do Jacó", divertida composição interpretada pelos Demônios da Garoa.
Outro destaque é a seção Cantor Misterioso. Ouça e veja se você descobre quem está cantando Domingo no Parque, de Gilberto Gil.


Aproveito para dividir outra atração radiofônica de Laert Sarrumor, Ayrton Mugnaini Jr. e cia. A exemplo do que as rádios jornalísticas têm feito, ao utilizar a internet como alternativa para continuar suas transmissões durante a veiculação do Horário Eleitoral, o Blog do Língua oferece mais uma alternativa.
O recado é do próprio Laert, que me enviou esta mensagem agora a pouco por e-mail: "Fuja do Horário Político Obrigatório! Ouça o Horário Político Opcional. Confira no Blog do Língua: http://blogdolingua.zip.net/"
Eu conferi. Piada por piada, sou mais estas do que a dos nossos políticos. São muito mais originais.
Divirta-se com música, humor e informação. Sintonize a Rádio Matraca pela USP FM ou acompanhe as novidades no Blog do Língua.





quarta-feira, setembro 03, 2008

Show de Aniversário da Alpha FM reúne Geração 80

A rádio Alpha FM comemora aniversário com convidados especiais. Alguns dos principais nomes do pop nacional - da Geração 80 - estarão juntos no palco do HSBC Brasil, dia 04 de setembro, quinta-feira, formando uma única banda e cantando seus maiores hits. Entre eles estão Roger, do Ultraje a Rigor, Teddy, do Nenhum de Nós, George Israel, do Kid Abelha, Leoni, Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, e Léo Jaime, entre outros.

Quando: quinta, 04/09
Horário: 21:30h.
Local: HSBC Brasil
Preço: de R$60,00 a R$ 120,00
(Fonte: site da Alpha FM)






terça-feira, setembro 02, 2008

Retrato de Drummond


Em agosto do ano passado, produzi uma edição especial do podcast Peças Raras sobre Carlos Drummond de Andrade. À época, a intenção era a de lembrar a passagem de 20 anos sem o nosso poeta do cotidiano.
Preparei o roteiro, gravei a locução, mas, por causa dos cuidados dedicados ao meu filho que havia acabado de nascer, não tive condição de finalizar e publicar o episódio.
Agora, aproveito a reestréia da peça As Pessoas de Drummond, da Cia. Literarte, para reeditar e atualizar o material.

Nesta edição especial, você ouve trechos da última entrevista concedida pelo poeta mineiro, acompanha a interpretação do poeta para dois de seus textos mais conhecidos e ouve parte da trilha sonora original composta para a peça que está em cartaz no teatro Commune, na região central de São Paulo.

A ÚLTIMA ENTREVISTA
No dia 22 de agosto de 1987, cinco dias após a morte de Drummond, o suplemento Idéias, do Jornal do Brasil apresentou a última e exclusiva entrevista do poeta mineiro ao jornalista Geneton Moares Neto.

Acompanhe a entrevista aqui.

No dia 5 de agosto daquele ano de 1987, morre a mulher que Drummond mais amou na vida. Sua amiga, confidente e filha Julieta. Apenas 12 dias após esse fato, Drummond morre de paixão fulminante.

Vale a Pena Ouvir de Novo: Meus Jingles Inesquecíveis

Clique no link acima e acompanhe mais uma edição do podcast Peças Raras (que foi ao ar originalmente em 03 de agosto de 2008). Desta vez, ouça os maiores sucessos da música comercial. Calma! O nosso podcast continua a destacar o rádio e sua qualidade. Acompanhe a minha seleção dos 10 melhores jingles de todos os tempos. Aproveite para concorrer a um CD com esses e outros jingles participando da promoção POD ESCOLHER. Em tempo: alguns dos autores dessas verdadeiras peças raras que você ouve nesta edição são Archimedes Messina (Café Seleto), Renato Teixeira (Bala de Leite Kids), Zé Rodrix (Chevrolet) e o saudoso Sérgio Mineiro (Antarctica).