quarta-feira, julho 29, 2009

15 anos sem a alegria de Mussum

Quem foi criança nos anos 70 e 80 como eu deve ter saudade do quarteto que animava as noites de domingo. Os Trapalhões também deixaram marca no rádio, no inesquecível A Turma da Maré Mansa, comandado por Antonio Luiz pela Globo AM do Rio de Janeiro.


Relembre uma dessas passagens com Os Trapalhões no rádio. Este áudio é de 1989 e foi obtido com as colaborações de Hugo K., do blog Outras Bossas, e Talvane Lukato, pesquisador de Rádio.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar o arquivo, clique aqui)

Didi, Dedé, Mussum e Zacharias encantavam com um humor ingênuo e inteligente. As perdas de dois dos integrantes fez com que a magia jamais fosse a mesma.


Há exatos 15 anos, em 29/07/1994, pela manhã, faleceu Antonio Carlos Bernades Gomes, mais conhecido como Mussum. Era uma sexta-feira. À noite, ele participaria - ao lado de Didi e Dedé - do Criança Esperança.

Crédito: imagem extraída do site ehmemo.com

terça-feira, julho 28, 2009

Marcelo Abud é entrevistado por Elys Marina no Jornal das Profissões



Nestas terça, quinta e sábado, dias 28, 30 de julho e 1º de agosto, a TV UNIP leva ao ar uma entrevista conduzida pela jornalista Elys Marina com professor universitário, produtor de áudio e editor do Blog Peças Raras, Marcelo Abud. Em pauta, a criatividade no rádio.


Ouça um trecho da entrevista com destaque para a campanha Juvenal da Sadia e do eterno Louco por Lee.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

A primeira parte da conversa trata sobretudo do jingle. A propaganda no rádio foi autorizada por Getúlio Vargas em 1932, dez anos após a primeira experiência de transmissão realizada no Brasil. Desde então, o jingle se tornou um estilo marcante e diferenciado de comunicar mensagens e atingir em cheio o público. Da primeira música feita para o Pão Bragança até o atualíssimo Viajante Mastercard, a evolução e as mudanças foram inúmeras. Mas uma coisa permanece e é um forte aliado de quem utiliza este formato em suas campanhas: a aceitação do público pelo fato de dar mais "brilho" à plástica da emissora. Em outras palavras, todo mundo gosta de música, mesmo que esteja em uma rádio de notícias. O jingle desempenha um papel de entretenimento na programação e invariavelmente acaba por ser repetido pelo ouvinte até em situações em que o ouvinte não tenha nenhuma atração por determinada marca.

Abud comenta também sobre o formato que passou a se destacar nas últimas décadas, dos anos 1980 para cá. Nos spots, caracterizados como comerciais que possuem fala e efeitos sonoros, prevalece o humor. Outra percepção é que algumas das peças criadas inicialmente apenas para o rádio acabaram ganhando uma posterior versão televisiva. Como é o caso de "Louco por Lee", "Rádio Kaiser" (dá pra tomar uma Kaiser antes?) e outras que são lembradas na entrevista.



JORNAL DAS PROFISSÕES
CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DE PROPAGANDA NO RÁDIO

Entrevista com Marcelo Abud
Terça, dia 28/07, às 09:30 h.; 15:30 h.; 23:30 h.
Quinta, dia 30/07, às 09:30 h.
Sábado, dia 01/08, às 09:30 h.

Canal Universitário - 11 da Net e 71 da TVA.

segunda-feira, julho 27, 2009

Jabor volta e Charge do Jornal estreia na CBN

Nos últimos três meses, Arnaldo Jabor dedicou seu tempo à filmagem de seu novo longa-metragem, A suprema felicidade. No período, a CBN apresentou a charge eletrônica Enquanto o Jabor não volta.

Nesta segunda, Jabor retorna com seus comentários, de segunda a sexta, às 08:05 h. Mas a crítica bem-humorada também permanece tendo destaque no Jornal da CBN. A Charge do Jornal, como passa a ser denominado o quadro, passa a ser exibida às 08:43 h. Coincidência ou não, é neste horário que o humor dá o tom em outra emissora "all-news". A Bandnews FM conta com a participação de José Simão.


Ouça a estreia da Charge do Jornal sobre as pisadas na bola de Romário.
(se o player não abrir, clique aqui)


A charge eletrônica da CBN tem apresentação de Heródoto Barbeiro e produção do editor Edmilson Fernandes.

Os quadros poderão ser conferidos também no site www.cbn.com.br.

Pro seu governo: Disque Saúde ignora nova gripe

Preocupado em obter informações oficiais sobre a Influenza A (H1N1) fui ao site do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br). Ao perceber que as informações do portal têm um tom generalista e parecem não ter sido atualizadas há alguns dias, resolvi buscar orientação pelo Disque Saúde: 0800 61 1997.


Ouça aqui como foi a ligação
(se o player não estiver visível,clique aqui)

Imaginei que, em virtude do quase pânico das pessoas diante de tantas orientações desencontradas divulgadas por especialistas e autoridades, esse serviço telefônico devesse funcionar 24 horas, 7 dias por semana.

Ledo engano.

O atendimento automático nem sequer disponibiliza entre as opções do item “Doenças e Orientações de Saúde” a nova gripe. Fiz a seguinte escolha: “Saber sobre outras doenças ou falar com os nossos atendentes”. Segunda surpresa. Os atendentes estão disponíveis das 7 às 19 horas, de segunda a sexta.

Desliguei o telefone com o mesmo grau de (des)informação que tinha antes de discar para o serviço.

É por essas e outras que podemos atestar que a saúde e educação não parecem estar na pauta do dia para o governo.

quarta-feira, julho 22, 2009

Peças Raras Palmeirenses


Em 22 de julho de 1951, um dos mais importantes torneios do futebol mundial aconteceu no Brasil. Foi a primeira Copa Rio ou Campeonato Mundial Interclubes. Sociedade Esportiva Palmeiras e Clube de Regatas Vasco da Gama defenderam o país ante a Olimpic da França, Estrela Vermelha da Iugoslávia, Juventus da Itália, Áustria da Áustria, Sporting de Portugal e Nacional do Uruguai.

O duelo decisivo foi entre o Palestra Itália e o Juventus. Em pleno Maracanã, diante de mais de 150.000 pessoas, o alviverde paulista contou com o apoio até da torcida vascaína.

A narração deste momento histórico foi registrada em disco pelo saudoso Estevam Sangirardi (criador do Show de Rádio). Aqui o resgate do áudio, que foi apresentado recentemente no antigo São Paulo de Todos os Tempos, comandado por Geraldo Nunes na Rádio Eldorado AM (atualmente o programa é transmitido em rede e ganhou o nome de Brasil em Todos os Tempos.

Para transmitir a emoção dessa conquista palmeirense,  considerada por alguns como a primeira de um time brasileiro em campeonato mundial interclubes, e outra dezena de peças raras palmeirenses, acesse o blog especial: www.100anosdopalmeiras.blogspot.com


Bônus

O programa Memória, apresentado por Milton Parron nas rádios USP e Bandeirantes de São Paulo, levou ao ar no dia 04 de agosto de 2007 um documento sonoro precioso. Imagine uma transmissão feita em 02 de outubro de 1966 com todo o “scretch” do rádio esportivo, incluindo o saudoso Fiori Giglioti e o então repórter de campo José Paulo de Andrade. Imagine que essa transmissão simula um jogo ocorrido muitos anos antes, mais precisamente em 12 de novembro 1933, quando São Paulo e Palmeiras decidiram o primeiro Campeonato Paulista. Imaginou? Difícil, não é? Então, é melhor ouvir com seus “próprios olhos”...

Acompanhe o programa Futebol de Ouro, com a decisão entre São Paulo e Palmeiras.
(caso não visualize o player, clique aqui)


segunda-feira, julho 20, 2009

Bermuda Folgada com momentos históricos da CBN

Motivado por mais uma participação de ouvinte, o Bermuda Folgada desta segunda fala sobre a Central Brasileira de Notícias.


Explico: mais do que ouvinte, o também locutor de emissoras populares como Cidade, Rádio X, Tropical e Gazeta FM, Fernando Alves enviou um depoimento e um trecho emocionante sobre a última transmissão da Rádio X em 17 de dezembro de 1995, quando estreou oficialmente em FM a CBN. A "rádio que toca notícia" já havia substituido em AM a tradicional Excelsior desde 1 de outubro de 1991.

Ouça o bate-papo que resgata momentos importantes da emissora "all news", como a primeira vinheta, um pool com a Bandeirantes AM em 1992 e a mais recente edição da séria e bem-humorada Rádio Sucupira.

(se o player não estiver visível, clique aqui)

domingo, julho 19, 2009

Exclusivo: Fernando Alves relembra fim da Rádio X


O locutor Fernando Alves já passou por importantes emissoras populares do dial paulistano. Com exclusividade para o Peças Raras, ele relembra de um dos momentos mais marcantes de sua carreira radiofônica.

Ouça o encerramento da Rádio X.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

No dia 17 de dezembro de 1995, o Sistema Globo de Rádio estreou oficialmente em FM "a rádio que toca notícia", a CBN, que já vinha operando em AM e também nas madrugadas da popular Rádio X. Fernando Alves estava no ar e foi o responsável pelo anúncio da mudança.

Crédito: foto extraída do site K&G Papel de Parede

quinta-feira, julho 16, 2009

Pizzaiolos pra todo lado

Acabamos de ligar para o Palácio do Planalto. A ideia foi cruzar a linha e, enquanto supostamente um cidadão de bem falava sério com a telefonista, outros dois começavam a conversar sobre entrega de pizza.

Ouça a conversa
(se o player não abrir, clique aqui)

Ao atendimento da Stravagança Pizzaria, foi pedida uma pizza exótica de Lula recheada com farofa de camarão. De sobremesa, pedimos doce de Roubado de Maria e Escondidinho de Banana, mas parece que só tinham marmelada mesmo.

Pra terminar, sugerimos a tal pizza temperada com pré-sal...

quarta-feira, julho 15, 2009

Bermuda Folgada: a voz do ouvinte

O programa Bermuda Folgada, apresentado ao vivo, às 13:30 h. de segundas, quartas e sextas pela rádio que você sintoniza neste blog, abre espaço para o ouvinte falar.

A partir de importantes participações e indicações pelo e-mail contato@pecasraras.com ou pelo www.twitter.com/pecasraras, esta edição especial traz áudios e descobertas da maior qualidade.

Ouça a edição na íntegra.
(se o player não estiver visível, clique aqui)


Pra começo de conversa, o Bruno Bortolan, diretor da PodcastOne, via Twitter, deu a dica de alguns vídeos postados por Ricardo Raimundo no YouTube (http://www.youtube.com/user/ricardoraymundo). Deste canal, selecionamos o trecho de uma reportagem conduzida por Renata Ceribelli no programa Vitrine, da TV Cultura, em que a equipe esportiva da Transamérica revela como foram criadas as paródias à seleção na copa de 94. É uma boa volta a um tempo em que Romário também figura as páginas de jornais, mas por motivos bem diferentes do atual.

O contato com a transmissão de futebol pela Transamérica me leva a outro ouvinte que há cerca de dois anos fez contato com nossas peças raras a fim de dividir um especial justamente sobre este assunto. Odair Moreira aparece aqui com um depoimento sobre o tempo em que morava em Assai, no Paraná, e curtia com os amigos os jogos pela TV com o som da pioneira em futebol pela FM.


Odair Moreira também é o responsável por outra dica. Aqui, fazemos uma pausa para o café e entramos em contato com o trabalho original do comunicador e executivo Luciano Pires (em destaque). O autor do livro Brasileiros Pocotó, mantém um programa de rádio e podcast que, como ele mesmo define, permite ao “ouvinte acompanhar comentários e reflexões enquanto escuta boa música, conhece opiniões de pessoas que acreditam no país e amplia seus conhecimentos sobre o melhor da produção musical e cultural brasileira”.

Em destaque, trecho de uma edição que relaciona política, paixão e casamento. O conteúdo é uma dura crítica ao PT. Lula, em seu discurso de posse, falou em mudança. Hoje, comprovamos que ele mudou realmente, talvez do vinho para a água. A partir das reflexões propostas por Luciano Pires, naturalmente, somos levados a uma música supostamente censurada e que circula pela Internet, de Gabriel, o Pensador: Pega Ladrão.


Se você também tem alguma peça rara para dividir em nossos programas, envie sua sugestão e faça parte de nossos programas.

segunda-feira, julho 13, 2009

Bermuda Folgada para as jovens tardes de domingo

O programa transmitido ao vivo pela Malaveiaweb, às 13:30 h. de segundas, quartas e sextas, levou ao ar hoje um especial sobre a Jovem Guarda.

Ouça a edição na íntegra.
(se o player não abrir, clique aqui)



Para comemorar os 50 anos de carreira do rei Roberto Carlos, principal nome do movimento, Edu Malavéia e Marcelo Abud levam ao ar áudios raros, como: Randal Juliano explicando a origem dos programas musicais que ficaram famosos na TV Record; Roberto Carlos em comercial da Shell; trecho de programa de uma série de programas radiofônicos sobre a Jovem Guarda, apresentados por Zeca Baleiro para o Instituto Cultural Itaú (divulgação). Tudo em clima das boas e eternamente jovens tardes de domingo.

sexta-feira, julho 10, 2009

Bermuda Folgada: futebol clássico e torcida dividida

Excepcinalmente, você vai ouvir uma edição do Bermuda Folgada adaptada. Isto porque ela não foi gravada na íntegra. Para você entender do que estamos falando, pra começo de conversa tem uma notícia veiculada na Bandnews FM seguida de comentário de Ricardo Boechat, sobre o clássico mineiro deste domingo.

Acompanhe o Bermuda Folgada que torce pelo futebol de outros tempos.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

A partir da defesa de que, no futebol, os clássicos devem ser jogados com o mesmo direito para ambas as torcidas, você ouve um "achado do espaço": a abertura da jornada esportiva da Globo AM na final do campeonato de 1991, com Osmar Santos no comando, em que o Morumbi se dividiu entre sãopaulinos e corinthianos (foto).



Em seguida, tem as saudáveis "tirações de sarro" de um dos programas mais importantes no gênero futebol e humor: o Show de Rádio. Tudo para servir de pano de fundo à discussão sobre os bons tempos em que podíamos ir livremente a um estádio aplaudir nosso time.

Ao som de "Aqui é o País do Futebol", escolhemos um representante mineiro que faz bonito no campo da música. Com a composição de Milton Nascimento e Fernando Brant, desejamos que o clássico entre Cruzeiro e Atlético seja motivo para que o torcedor deixe tudo de fora - sobretudo a violência - e viva a festa do futebol em um dia de domingo.

terça-feira, julho 07, 2009

Fim da Antena 1 FM - Rio de Janeiro

Desde que estreamos o programa Bermuda Folgada, pela Malaveiaweb, passamos a contar com ouvintes cada vez mais interativos. Um desses colaboradores é o Marcelo Gomes, de Macaé, Rio de Janeiro. É dele a informação, o texto e os áudios que seguem.

Pergunto: a alegria e descontração das manhãs cariocas tem preço? Bem, senhores, pelo menos em parte tem sim: exatos R$ 8 milhões (de acordo com várias fontes, como a rádio mineira de Juiz de Fora) - esse é o valor desembolsado pelo grupo Diários Associados pela frequência de 103,7 MHz, que desde 1 de junho é ocupada pela rádio Nativa FM.

Na frequência anteriormente ocupada pela rádio Nativa - 96.5 Mhz - quem transmite agora é a rádio Tupi, espelhando a transmissão da Tupi AM 1280. Segundo os diretores da Tupi, o canal ocupado pela rádio no FM servirá para ocupar um espaço que a rádio perdeu na AM, devido a "sombras" em diversas áreas.

O fato triste dessa nota é que a negociação calou uma voz que por exatos 28 anos encantou e apaixonou cariocas, refletindo como ninguém o espírito carioca de encarar o dia-a-dia. Se vocês acham exagero de minha parte, é só ouvir o áudio na voz da locutora Eulina Rego - cansei de matar meus amigos de outros estados de inveja com esse "bom dia".


Ouça Elina Rego pela Antena 1 do Rio.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar o arquivo, clique aqui)

No segundo arquivo, Nayara Alves registra os últimos segundos dessa rádio que apaixonou uma cidade. É impossível não sentir: as manhãs cariocas estão menos felizes!


Ouça Nayara Alves e a despedida da Antena 1.
(clique aqui para baixar o arquivo)

Gay Talese, pai do "new jornalism", em São Paulo e no Rio

Considerado inventor do "new jornalism", também conhecido como jornalismo literário, o jornalista e escritor Gay Talese faz palestra hoje em São Paulo e amanhã no Rio de Janeiro. Ambos os encontros serão gratuitos.

O repórter do The New York Times fala nesta terça à plateia do MASP, a partir das 19:30 h. A mediação fica por conta do diretor-executivo do Estadão Ilan Kow. Amanhã, a palestra é no IMS - Instituto Moreira Sales - no Rio, com participação do jornalista de O Globo, Arthur Dapieve.


Veja o filme que traz mais detalhes do evento. Irônico, mistura a notícia dos testes nucleares norte-coreanos com uma dublagem que apresenta a vinda de Gay Talese.

Talese mistura técnicas descritivas do romance com o realismo da não-ficção e foi uma das principais atrações da FLIP deste ano, neste final de semana.

Os eventos são realizados por: Revista piauí; Revista Serrote; jornal O Globo e editora Companhia das Letras.

Gay Talese
terça, dia 7 no MIS / SP
quarta, dia 8 no IMS / RJ
19:30 h.
Entrada Franca
Senhas distribuídas com uma hora de antecedência

segunda-feira, julho 06, 2009

Bermuda Folgada: o jornalismo investigativo da rádio que briga por você

Na sexta-feira foi revelada mais uma denúncia envolvendo o presidente do Senado José Sarney. Ele não teria declarado uma mansão de insignificantes 5 milhões de reais. A notícia fez que lembrássemos de outro fato recente, o do vereador Ushitaro Kamia dos Democratas de São Paulo, que não declarou em suas contas na última eleição uma mansão avaliada em cerca de 6 milhões de reais.

Diante deste fato, o debate desta tarde de segunda do programa Bermuda Folgada, nossa versão masculina do Saia Justa, girou em torno do jornalismo investigativo.

Ouça o programa na íntegra.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

Para tratar do assunto, destacamos a atuação do corajoso repórter Agostinho Teixeira pela Bandeirantes AM. Entenda porque a emissora se intitula "a rádio que briga por você". Relembre também a premiada campanha de 2005 em que trechos de música demonstram a atitude da rádio.
Em destaque, anúncio "autoridades cegas".

Veja mais:
Acompanhe a matéria de Agostinho Teixeira exibida no início de abril:

sexta-feira, julho 03, 2009

8 anos Curiosos



Neste sábado, dia 4 de julho, o programa Você é Curioso?, da Bandeirantes AM, completa 8 anos no ar.

A festa, como já acontece há cinco comemorações, será no auditório do Itau Cultural, na Avenida Paulista. Entre as atrações, interpretações personalíssimas para jingles memoráveis com a Banda Juke.

Ouça Marcelo Duarte, que antecipa os destaques do programa.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

Você é Curioso?
Rádio Bandeirantes AM 840/ FM 90,9
www.radiobandeirantes.com.br
sábado, das 10 às 12 horas.

Jornalismo moleque se faz de bermuda folgada


O programa Bermuda Folgada, levado ao ar pela Malaveiaweb e retransmitido ao vivo neste blog, debateu nesta sexta sobre a importância do jornalismo moleque.

A ideia surgiu a partir de reportagem apresentada no CQC em que os 40 anos de O Pasquim foram comemorados.

Ouça o Bermuda Folgada com a irreverência de Marcelo Abud, Daniel Grecco e Edu Malavéia. .
(se o player não estiver visível, clique aqui)



Pra começo de conversa, comentamos a ação dos seguranças no Senado diante das perguntas de Danilo Gentili. Em seguida, colocamos na roda a excelente participação de Marcelo Tas como Ernesto Varela, o repórter, na 89 FM de São Paulo. No caso, ouvimos uma ligação feita por ele para o gabinete do ex-vereador paulistano Vicente Viscome, cassado e preso por participar da "Máfia dos Fiscais", no final dos anos 1990.

Falando em jornalismo moleque, não poderíamos deixar de destacar o cinismo de Chico Buarque em entrevista ao Jornal Última Hora, em 1974, quando ele falou em nome de seu heterônimo Julinho de Adelaide.

O programa Bermuda Folgada vai ao ar durante a semana e conta com a sua participação pelo www.twitter.com/pecasraras.

Na próxima segunda, o assunto será o jornalismo investigativo.

Créditos:
Capa do primeiro Pasquim: Memória Viva
Agressão à Danilo Gentili: Agência Estado

quarta-feira, julho 01, 2009

Corinthians e grandes momentos

Enquanto não consigo voltar às edições diárias e ao vivo em função de muito trabalho, deixo aqui um convite para que você ouça uma homenagem ao Corinthians, levada ao ar no último dia 27 de abril.

A peça rara de hoje no boletim da Malaveiaweb é o hino do Corinthians interpretado por Toni Garrido, do Cidade Negra.

Foto: Fernando Santos/Folha Imagem



Ouça a versão mixada pela facção da torcida do timão no Rio de Janeiro.
(caso não visualize o player, clique aqui para ter acesso ao áudio)

A emoção é garantida não apenas pela originalidade e modernidade do hino, mas por contar com a emoção de gols narrados por Osmar Santos (na abertura) e pelo campeão dos campeões José Silvério.

Emocione-se mais:
Clique aqui e ouça uma edição especial totalmente dedicada ao Corinthians, publicada em maio de 2007.