quinta-feira, janeiro 26, 2012

100 anos de Vicente Leporace


Hoje é um dia para ser lembrado a todo ano pelos ouvintes que valorizam o radiojornalismo.

Em 26 de janeiro de 1912, nascia o "trabuco” Vicente Leporace.

No rádio, Leporace foi redator, locutor, programador, discotecário e radioator. Entre seus feitos, destacam-se a produção e apresentação do Jornal da Manhã da Rádio Record, lançado em 1º de abril de 1951 e – claro – a fase em que esteve no comando do jornalismo matutino da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

 Clique aqui e ouça uma edição de O Trabuco de 1969

Em 1962, o saudoso radialista aceita o convite e transfere-se para a Bandeirantes. Na emissora, lança o “Trabuco”, um informativo matinal em que lia jornais e completava as notícias com seus comentários ácidos. Leporace era visto por muitos como a voz em defesa dos menos favorecidos.

Seu apelido representava tanto a arma de defesa e ataque que tinha esse nome como uma corruptela da Calábria, terra dos pais dele. Conta-se que naquela região, usava-se o boca a boca para troca de informações na tentativa de combater tropas invasoras, sendo criado para isso o neologismo Trabuque (entre boca; o que não podia ser dito em voz alta)

Durante a ditadura, em 64, o comunicador chegou a apresentar o noticiário sob a mira de um fuzil.

O Trabuco ficou no ar por 16 anos, até o falecimento de Leporace. Em 18 de abril, em substituição ao tradicional espaço, estréia o Jornal Gente, com a pretensão de manter a faixa das 8 da manhã como uma tribuna aberta ao debate e às manifestações do povo.

Clique aqui e ouça a abertura da primeira edição do Jornal Gente

Em tempo, ambas as passagens de áudio que ilustram esta postagem foram extraídas do programa Memória, apresentado por Milton Parron nas Rádios Bandeirantes (sábado, por volta de 23 horas, com reprise em torno de meia-noite de domingo) e USP FM, nas manhãs de sábado.

segunda-feira, janeiro 23, 2012

Morre aos 78 anos o locutor Ronaldo Baptista


Do Site Bastidores do Rádio
23/01/2012 - segunda-feira

Com grande pesar noticiamos o falecimento do grande artista Ronaldo Baptista (foto). Ele tinha 78 anos e faleceu no dia 15 de janeiro (domingo), vítima de problemas cardíacos. Lamentavelmente só tivemos o conhecimento do fato neste domingo, dia 22, ao sermos informados da missa de 7º dia, que foi realizada às 17h na Igreja da Imaculada Conceição, na Av. Brigadeiro Luiz Antônio, na Bela Vista, região central da cidade de São Paulo, próximo a estação Brigadeiro do Metrô.

Ronaldo Baptista foi um grande exemplo de profissional da voz que levou sua carreira sempre com muita seriedade e respeito. Passou por diversas emissoras de Rádio, entre elas: Bandeirantes, Record e Capital.

Radialista, locutor, apresentador, dublador, artista plástico e escritor, uma das grandes vozes do Rádio e da Publicidade, Ronaldo Batista nasceu na cidade de São Paulo. Dono de uma brilhante carreira, começou como Rádio-ator nos tempos do auge da Rádio-novela. Fez dublagens inesquecíveis como a do Tenente Rip Masters, da série Rin-tin-tin (clique aqui) e a do Almirante Nelson, nas Aventuras do Fundo do Mar (clique aqui).

Gravou as famosas historinhas da Disney (clique aqui). Fez um estrondoso sucesso na década de 1960 no programa Patrulha Bandeirantes, na Rádio Bandeirantes - programa que dramatizava acontecimentos policiais da época (clique aqui para ouvir).

Não se tem nenhum número oficial, mas pode-se afirmar sem receio de erros, que Ronaldo Baptista foi um dos locutores que mais gravou comerciais para Rádio e Televisão no Brasil. Em 1967 ganhou o Prêmio Governador do Estado de São Paulo, como melhor Rádio-ator.

Ronaldo Baptista dizia ser uma pessoa muito feliz e realizada com seu trabalho profissional. Com 78 anos, dedicou seus últimos dias ao lado da família.

Nossos mais sinceros sentimentos a família.

OUÇA AQUI a linda crônica denominada "O Corpo", escrita e narrada pelo eterno artista Ronaldo Baptista.


FONTE: Clube da Voz


domingo, janeiro 22, 2012

Tom Jobim, 85, São Paulo, 458

Quarta, dia 25 de janeiro, é uma data marcante por duas grandes comemorações. São Paulo comemora seus 458 anos. Já Tom Jobim, se estivesse vivo, faria 85.

Para lembrar o aniversário do maestro brasileiro, entrou em cartaz essa semana o documentário "A Música Segundo Tom Jobim", de Nelson Pereira dos Santos.

Veja abixo o trailer do filme.



Juntando as duas comemorações, vale lembrar uma peça rara em que temos São Paulo segundo Tom Jobim. Em 2001, a Associação de Lojistas do Shopping Morumbi promoveu a produção de um fonograma incrível em que Tom Jobim declara seu amor à São Paulo.

Clique aqui e ouça a campanha do Shopping Morumbi, em que Jobim "aparece" de voz e alma.

Outra peça rara criada para a publicidade com Tom Jobim é o comercial da Brahma, que, por meio de efeitos especiais, uniu novamente a dupla Vinicius (que já era falecido a uma década) e Tom. Acompanhe abaixo esse comercial do início dos anos 1990 (mais precisamente, 1991.

Jingle: a boa música comercial

Publicado originalmente em 03 de agosto de 2006, no Podcast Peças Raras

Nesta edição, ouça os maiores sucessos da música comercial. Calma! O nosso podcast continua a destacar o rádio e sua qualidade.

Clique aqui e acompanhe a minha seleção dos 10 melhores jingles de todos os tempos

Em tempo: alguns dos autores dessas verdadeiras peças raras que você ouve nesta edição são Archimedes Messina (Café Seleto), Renato Teixeira (Bala de Leite Kids), Zé Rodrix (Chevrolet) e o saudoso Sérgio Mineiro (Antarctica).

quinta-feira, janeiro 19, 2012

30 anos sem Elis Regina

Hoje, a Rádio Malaveia presta uma homenagem às 11 h. Você ouve o Disco 1 da Coletânea Saudade do Brasil, lançada por Elis Regina em 1980. A Malaveia é ouvida em www.malaveia.com.br




Em 19 de janeiro de 1982, Elis virou uma estrela definitiva ao subir aos céus. Uma estrela sem "Falso Brilhante".

Para relembrar a data histórica, uma entrevista inesquecível.

O saudoso radialista Hélio Ribeiro conduziu a conversa com Elis e César Camargo Mariano em 18 de fevereiro de 1976, nos estúdios da Rádio Bandeirantes. Na ocasião, Elis estava em cartaz com o show de maior repercussão de sua trajetória, "Falso Brilhante".

Clique aqui e ouça um longo trecho deste momento marcante do programa O Poder da Mensagem de Hélio Ribeiro.

O áudio acima foi extraído de uma edição do programa Memória, apresentado pelo jornalista Milton Parron nas rádios Bandeirantes e USP.

Durante a entrevista, você acompanha depoimentos de outros artistas nacionais e internacionais que haviam elegido Elis como a maior cantora do Brasil.

Outras passagens que comprovam o "Poder da Mensagem" de Hélio Ribeiro estão no Memorial Hélio Ribeiro

Clique aqui e leia também o texto de Valdo Resende, com reminiscências sobre a cantora
A data de hoje também é lembrada pelo nascimento de dois grandes nomes da MPB: Luiz Ayrão (1942) e Nara Leão (Vitória, 19 de janeiro de 1942 — Rio de Janeiro, 7 de junho de 1989) .


Programe-se:

- Em 17 de março, dia do aniversário de nascimento de Elis Regina, tem início o Projeto Viva Elis. Nessa data, Maria Rita faz show de graça no Auditório Ibirapuera. Depois, o projeto leva as músicas de Elis na voz da filha dela para o Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre.


domingo, janeiro 15, 2012

Rose de Oliveira: a voz marcante da Eldorado


Descobri a Rádio Eldorado quando entrei na faculdade, no início dos anos 90. Até então, dedicava-me apenas à audição de rádios jovens, no caso da Frequência Modulada. Para mim, a voz que sempre identificou a emissora do Grupo Estado é a de Rose de Oliveira.

A locutora entrou na Eldorado em 1989 e permanece no horário nobre dos 107,3 MHz (em São Paulo). Das 5 às 10 da manhã, a marca sonora de Rose de Oliveira pode ser acompanhada em programas como o Reserva Eldorado.

Quando a Eldorado completou 50 anos, uma série de entrevistas foi conduzida por Geraldo Nunes (atualmente na EstadãoESPN, a partir da meia-noite), no programa São Paulo de Todos os Tempos.

Clique aqui e ouça a entrevista com Rose de Oliveira.


segunda-feira, janeiro 09, 2012

Véia da Mala e DJ Novo: Paul está morto?


O novo episódio traz a Véia da Mala e o DJ Novo dialogando no ambiente em que mais gostam: a discoteca da Rádio Malaveia.
Dessa vez, a Véia está muito triste, pois acaba de descobrir que o maior ídolo dela, Paul McCartney, estaria morto.
DJ Novo tenta consolá-la explicando que aquilo não passava de um boato que correu o mundo em 1966. Tanto que Paul está com trabalho novo. Refeita, a Véia sofre novo baque ao saber que John Lennon e George Harrison já foram tocar na "banda do céu". Pra terminar, o DJ Novo aciona o gatilho da vitrola da discoteca para eles ouvirem grandes momentos do LP Revolver, dos Beatles.
Toda segunda, às 11 h., você acompanha no ar uma nova edição desse quadro em http://www.malaveia.com.br/

A edição que destaca Paul McCartney pode ser acompanhada no player abaixo.

Véia da Mala e DJ Novo: diversão e informação na bagagem da Rádio Malaveia.


quarta-feira, janeiro 04, 2012

Mutantes e Roberto Carlos "aditivaram" campanha da Shell no final dos anos 1960

Em 2008, no boletim Radioescuta Peças Raras, então transmitido pela Rádio Malaveia, destacamos dois jingles criados para a Shell no final dos anos 60. Com o objetivo de aumentar a adesão do público jovem pela gasolina da companhia, nomes que faziam a cabeça da moçada da época foram os intérpretes: Roberto Carlos e Mutantes. O jingle "Algo Mais" virou inclusive faixa do LP lançado pelos Mutantes em 1969 (foto da capa em destaque).

Clique aqui e ouça essa edição, que vem aditivada com a versão integral de Algo Mais, lançada em LP dos Mutantes daquele ano.

(se quiser baixar o áudio, clique aqui)


Algo mais...
Clique nesse link e veja um vídeo raríssimo: Os Mutantes - "Caminhante Noturno" (English Version) Live in Color with Orchestra (julho de 69)