sexta-feira, maio 16, 2014

6 anos sem o radialista Antonio Carvalho, da Bandeirantes

Em 2010, o podcast Bermuda Folgada  contou com as participações de Marcelo Abud e Daniel Grecco. O programa homenageou Antonio Carvalho, uma voz marcante do rádio nacional, especialmente nas madrugadas da Rádio Bandeirantes. O radialista faleceu há seis anos (em 17 de maio) de leucemia, deixando saudade e desfalcando consideravelmente o dial.

Exatamente a falta de programas no rádio atual com apelos encontrados, por exemplo, no "Conversinha ao Pé do Ouvido", apresentado por Carvalho, é um dos assuntos discutidos no Bermuda Folgada. Abud e Grecco acreditam que usar o aparelho para fazer as pessoas pensarem mais, além é claro do entretenimento, é extremamente necessário nos dias de hoje.

Outras Peças Raras como os programas Frequência Balançada, Arquivo Musical e Grande Sampa, todos também apresentados pelo falecido radialista, foram importados do passado e lembrados através de trechos em áudios ao longo da conversa.

Ouça, então, a partir do player abaixo, esta edição do Bermuda Folgada.


(se o player não estiver visível ou quiser baixar este arquivo, clique aqui)



quinta-feira, maio 15, 2014

Marcelo Duarte lança O Guia dos Curiosos - Copas; ouça entrevista

Lançamento é neste sábado, dia 17 de maio, na Livraria Saraiva do Morumbi Shopping
No 9º volume da série, o jornalista Marcelo Duarte aborda acontecimentos dentro e, principalmente, fora de campo nos 80 anos de Mundiais

Você se lembra de Araken, o showman? Sabia que um diretor de cinema fez um documentário tentando provar que a Copa de 1958 nunca aconteceu e que o que vimos foi uma "armação de alucinação coletiva transmitida pela TV e promovida pela CIA"? Quer saber quais as músicas, entre hinos e temas oficiais, que embalaram as Copas? Você sabia que as figurinhas são febre entre crianças e adolescentes desde a Copa de 1950, no Brasil?
 “Quando chega a Copa, sai muita coisa parecida
e o guia tinha que trazer alguma coisa a mais”

A tabelinha com o futebol faz parte da vida do craque em curiosidades desde a infância. Na vida de Marcelo Duarte, o “esporte bretão” foi fundamental para despertar o interesse pela leitura. Quando tinha oito anos, ele devorava as páginas da Revista Placar. “Esperava a revista chegar e lia ela de trás para frente, de frente para trás, o tempo todo”, afirma.

Clique aqui e acompanhe o áudio de entrevista exclusiva com Marcelo Duarte

O fanático por futebol e autor do “Guia dos Curiosos – Copas”, que está lançando agora, conta que recolhe curiosidades desde a infância. A “pesquisa” para o livro começou naqueles tempos de criança, em 1972 e 1973.  Mais tarde, foi trabalhar na mesma Revista Placar e como jornalista já cobriu  algumas Copas. Esteve em 1998 na França, em 2006 na Alemanha e em 2010 na África do Sul.  Trabalha também para  emissoras do Grupo Bandeirantes de Rádio e para a ESPN Brasil.

Por conta da experiência profissional e da pesquisa feita para os títulos sobre esportes e olimpíadas, que já integram a série Guia dos Curiosos, o autor revela que rapidamente o guia das Copas atingiu 400 páginas. Entre as curiosidades do livro está, por exemplo, uma bola fora no filme “Milagre de Berna”, que narra a vitória da seleção da Alemanha contra a Hungria, na Copa de 1954. O filme traz uma reconstituição quase perfeita daquele jogo histórico. O deslize fica por conta da cena em que o capitão da seleção da Alemanha ergue a taça Jules Rimet após a conquista do título. Na verdade, o gesto de levantar o troféu sobre a cabeça foi inventado apenas na Copa seguinte, pelo capitão da seleção brasileira Bellini, atendendo aos apelos de alguns fotógrafos que não conseguiam registrar a imagem da taça. O que contradiz com a cena do filme.

Na entrevista ao Livro Aberto NET Educação, Duarte conta outras curiosidades que estão no Guia e revela que a relação dos filhos com o futebol estimula o conhecimento em matérias como Geografia e História.



Links:


Marcelo Duarte mostra enciclopédia que deu origem
à série O Guia dos Curiosos

Créditos: as músicas utilizadas no áudio, por ordem de entrada, são “Waka Waka (This Time for Africa)”, com Shakira e “Voa Canarinho, Voa”, com Junior (de Memeco e Nonô). O áudio da entrevista do goleiro Barbosa foi extraído de matéria apresentada no programa “Grandes Momentos do Esporte”, da TV Cultura.

As fotos foram tiradas por Erick Gabriel, da assessoria de imprensa da Panda Books.


Algumas curiosidades das Copas: 

• A Taça Jules Rimet já havia desaparecido duas vezes antes de ser roubada e derretida em 1983;
• Por norma da Fifa, apenas campeões mundiais podem manusear o troféu sem luvas;
• No dia de inauguração do Estádio Centenário, as bilheterias foram assaltadas;
• A primeira prorrogação na história das Copas ocorreu no jogo Áustria 3 X 2 França, em 1934. Depois do empate por 1 X 1 no tempo normal, foram jogados mais trinta minutos para se definir um vencedor;
• O jogador americano, Charles Colombo, tinha o apelido de Luvas, porque as usava para se lembrar de não colocar as mãos na bola. Depois da Copa de 1950, ele recebeu o convite para atuar no Brasil, mas preferiu voltar aos Estados Unidos;
• Por que, nos Jogos Olímpicos, os quatro países do Reino Unido competem juntos e, nas Copas do Mundo, Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte atuam separadamente? A resposta é simples: é tudo uma questão de tradição. Isso porque os primeiros jogos de futebol entre nações envolviam justamente os selecionados do Reino Unido — o primeiro foi Inglaterra 0 X 0 Escócia, em 1872;
• Na manhã da semifinal da Copa de 1962, contra o Chile, a comissão técnica saiu para comprar salame, mortadela, queijo e pão. Os jogadores almoçaram apenas sanduíches. Como o jogo era contra os donos da casa, a seleção estava com medo de que algo pudesse ser colocado na comida do hotel;
• A cidade de maior altitude que recebeu um jogo de Copa do Mundo foi Toluca, no México, que fica 2.680 metros acima do nível do mar. Nessa cidade, foram realizados quatro jogos na Copa de 1970 (sendo três da Itália) e três na Copa de 1986;
• Na Copa de 1982, na partida Inglaterra 1 X 0 Kuwait, o atacante inglês Paul Mariner tomou um cartão amarelo porque, num passe para ele, a bola acabou ficando entre os pés do árbitro e, para obter a bola, o jogador inglês o empurrou;
• Uma empresa holandesa teve a ideia de, enquanto Brasil e Alemanha se enfrentassem na final da Copa de 2002, organizar uma partida entre as duas piores seleções do mundo, segundo o ranking da Fifa daquele momento. O jogo ocorreu entre as seleções de Butão e Montserrat. A partida ocorreu na capital de Butão, a 2.590 metros de altitude, e os donos da casa venceram por 4 X 0. Os jogadores de Montserrat atribuíram
a derrota ao efeito da altitude e a não terem um campo de futebol em condições, pois o único de que dispunham havia sido coberto pelas cinzas de um vulcão.






Você é Curioso? Então, não fique onde está. Vá ao Sesc Pompeia neste sábado

Equipe do "Você é Curioso?", em programa transmitido na Avenida Paulista

A edição deste dia 17 de maio do programa “Você é Curioso?” vai contar com plateia. A atração tem início às 10 h e vai ser transmitida diretamente do teatro do Sesc Pompeia. Músicas de Copas do Mundo darão o tom, aproveitando a exposição que abre hoje (quinta), às 20 h, no local: Música de Chuteiras – o Som das Copas.

No palco, além dos apresentadores Marcelo Duarte e Silvania Alves, Simoninha e Luiz Ayrão se apresentam ao vivo. A seleção dos melhores colaboradores do rádio também vai estar completa no local.

Entre as músicas em destaque o público vai conhecer a história do grupo que fez a primeira música de Copa do Mundo, em 1962; relembrar de uma apresentação dos Três Tenores, em Roma, antes da Copa; lembrar da música criada para o leãozinho Willie, mascote da Copa de 1966; você também vai matar a curiosidade e saber se é verdadeiro ou farsa que “Waka-Waka” era um hino militar antes de ser conhecida na voz de Shakira. Tem ainda trecho de entrevista com o saudoso Muíbo César Cury, citando a composição “100 Milhões de Corações” e humoristas que gravaram temas para outras Copas.

Ouça uma compilação de algumas das músicas que vão empolgar a plateia neste sábado.


Serviço:
Você é Curioso?
Sesc Pompeia - R. Clélia, 93
Próximo ao cruzamento das avenidas Pompeia e Francisco Matarazzo. O local está a aproximadamente 1km das estações Barra Funda do Metrô e Água Branca da CPTM.

Entrada Franca. Retirada de senha a partir das 9 h.


sexta-feira, maio 09, 2014

Bermuda Folgada para o Dia das Mães


A edição de maio de 2010 do Bermuda Folgada (versão masculina do "Saia Justa" apresentada semanalmente na Malaveiaweb) apresentou um especial sobre o Dia das Mães. Entre as peças raras em destaque tem jingles de Doriana, Café Seleto, Cobertores Parahyba, Waffer São Luiz (cantado por Toquinho), além das músicas dos comerciais de Natura e das Casas Bahia, veiculados recentemente em homenagem à data.

Ouça aqui o programa Bermuda Folgada em homenagem ao Dia das Mães.
(se o player não abrir, clique aqui para ouvir ou baixar o arquivo)

Nossa história começa com o nascimento de trigêmeos no comercial de Becel, passa pelos tradicionais momentos de união da família na hora do café da manhã, segue as fases de crescimento dos filhos até a adolescência e faz uma parada no Trem das Onze, momento em que o jovem já está namorando, porém não esquece de se dedicar à mãe.

Emoção, humor e uma série de propagandas históricas estão no trajeto do bate-papo mantido por Marcelo Abud e Daniel Grecco. A conversa não contou com a participação de Edu Malavéia, justamente pelo fato de nosso titular estar neste momento se dedicando a cuidar de sua mãe.

Ainda neste programa, contamos também com a participação de Odayr Baptista, que aparece interpretando Trem das Onze, de Adoniran Barbosa, em Francês.



quinta-feira, maio 08, 2014

Morre Jair Rodrigues, mas a alegria dele permanece em nossa memória


Ficamos mais tristes. A voz que transmitia simpatia, alegria e deu vida a grandes momentos da MPB se calou na manhã desta quinta, dia 8 de maio de 2014.

Aqui, um pequeno registro em que Jair Rodrigues fala sobre o rádio, meio de comunicação que ele sempre respeitou e ao qual não negava entrevistas.


(se o player não estiver visível, clique aqui)

 O depoimento fez parte de uma série comemorativa da Rádio Estadão, em 2012, quando o rádio completou 90 anos de sua primeira transmissão no Brasil. 


Cantinho de Saudade para Fiori Gigliotti, por Milton Neves


Aos 30 minutos do dia 8 de junho de 2006, fecharam-se as cortinas para o locutor da torcida brasileira.

O “moço que veio de Lins” foi responsável por dar voz àqueles que tinham alcançado a glória nos gramados, mas nem sempre contavam com a mesma sorte fora das quatro linhas. Em seu Cantinho de Saudade reverenciava os que um dia haviam sido responsáveis pelo espetáculo ao abrirem-se as cortinas.

Desde que Fiori deixou o futebol menos poético pouco antes da Copa daquele ano, planejei retribuir parte da emoção transmitida por ele a mim e a toda a torcida brasileira.

Finalmente, consegui escrever um "Cantinho de Saudade" para Fiori Gigliotti. O texto ganhou versão definitiva nesta interpretação de Milton Neves, que você confere no player abaixo ou neste link.