quinta-feira, julho 24, 2014

Hoje Hélio Ribeiro completaria 79 anos neste dia 24 de julho


Às vezes, parece que Hélio Ribeiro e seu vozeirão ainda estão presentes no nosso dia a dia. Por meio do Memorial Hélio Ribeiro, temos acesso ao poder da mensagem e à visão sempre atual do eterno comunicador, que, neste dia 24, se estivesse vivo, completaria 79 anos. Para lembrar de Hélio Ribeiro, reproduzo a seguir texto do Memorial e um áudio muito pertinente ao momento atual da nossa seleção brasileira de futebol. Primeiro, ouça...

O Demônios da Garoa, conjunto recordista de longevidade, gravou a antológica e deliciosa composição de Vicente Amar, “Time perna de pau”, na década de 60: “Assim nosso time de futebol, vai mau / Nosso jogador são tudo / São 'tudo' uns 'perna de pau' / Só 'contratemo', quem 'num' sabe nem 'chutá' / Parecemos 'muié' de malandro / Só 'sabemo' é 'apanhá'. A culpa do desastre, no entanto, é toda dos 'diretô', que não deram aos jogadores 'assistência moral e material'."  Este é o verdadeiro hino dos times fracassados. Ouça - no player abaixo - a música e a voz de Hélio Ribeiro nessa apresentação feita pelo Memorial Hélio Ribeiro, que mostra Hélio Ribeiro com um pé no futuro, muito além do seu tempo.
Se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir.


Nós do Memorial Hélio Ribeiro temos que:
-  " Quando Hélio Ribeiro produzia seus programas, inspirava-se nos acontecimentos do cotidiano para que, a cada edição, fosse escolhida por seus produtores a música certa, a tradução mais adequada ao momento. Ele, Hélio Ribeiro, garimpava frases e textos dos mais diferentes autores, das mais distintas e de toda e qualquer nacionalidade; muitos desses textos eram escritos pelos próprios ouvintes que lhe remetiam. Muitas vezes arrancava do peito improvisos com tal sentimento e nos brindava com uma a mensagem que "reverberava" em nosso subconsciente. Era  uma  lição que nos sugeria uma atitude positiva, a de pensar e refletir a respeito, frente ao fato em evidência.
Hoje, Hélio Ribeiro não está mais entre nós. (ou ...está? Porque um homem em sua existência não terá sido só um corpo consumido pela implacável Natureza, com o passar do tempo; depois de sua efêmera passagem pela Terra ele terá sido o saldo positivo  ou negativo, o conjunto de coisas que fez, das idéias que defendeu, das palavras que puderam ajudar um semelhante, contemporâneo seu, a encontrar o caminho)Mas Hélio Ribeiro foi além, além do seu tempo.

Através do acervo resgatado pelos voluntários do Memorial que leva o seu nome; acervo esse originado de pessoas que enquanto Hélio Ribeiro aqui esteve, se sentiram modificadas para melhor e que gravavam as mensagens que ouviam através das ondas do rádio, em seu programa “O PODER DA MENSAGEM”. Essas pessoas preservaram como verdadeiros tesouros esses áudios e também escritos que foram publicados em jornais e livros da época, para repassar a seus filhos, seus alunos, seus amigos, àqueles com quem convivessem enfim,  para ajudá-los a encontrar a melhor saída diante das questões impostas pela vida, assim como acontecera a eles próprios.

Hoje, os  membros do Memorial Hélio Ribeiro com o material recebido, recuperado e digitalizado, conseguem fazer com que a filosofia contida em cada mensagem, em cada música tocada, em cada tradução possa ser repassada ainda e agora, passado o tempo de Hélio Ribeiro.
Assim é que produzimos o áudio que está acima, falando a respeito do fato que mobilizou toda a mídia no mês que passou, “A Copa do Mundo no Brasil”, mostrando que Hélio Ribeiro tinha um pé no futuro, e continua vivo além de seu tempo."

Memorial Hélio Ribeiro

Nenhum comentário: