quinta-feira, julho 31, 2008

Rádio Record faz contratações rumo à liderança no AM

A Rádio Record reforçou a equipe de apresentadores e iniciou um audacioso projeto para superar as emissoras concorrentes. O principal objetivo da direção da Rádio Record é posicionar a emissora no quarto lugar de audiência no ranking geral da capital de São Paulo e, consequentemente, chegar mais próximo da segunda colocada no ranking das rádios populares.
Os novos contratados da Rádio Record são Zé Bettio, Leão Lobo e Débora Santilli. Os contratos dos comunicadores começam a vigorar no dia 1 de agosto.

Ouça aqui Cacá Siqueira anunciando as novas atrações

Confira a data de estréia de cada um dos apresentadores e a descrição dos respectivos programas:
Leão Lobo - Estréia dia 2 de agosto: De segunda a sexta-feira, o jornalista participará dos seguintes programas: "Paulinho Boa Pessoa", "Mulher Nota 1000" e "Balanço Geral". Nas atrações, Leão Lobo vai falar sobre as principais novidades do meio artístico.Aos sábados, das 11h às 13h, o comunicador comanda o "Programa Leão Lobo". O programa de variedades vai apresentar entrevistas com famosos, vai tocar as músicas que fazem sucesso no Brasil e no mundo, vai dar muitos prêmios e também fará a função de prestador de serviço aos ouvintes da Rádio Record.
Zé Bettio - Estréia dia 4 de agosto:O programa de um dos maiores nomes da história do rádio brasileiro vai ao ar diariamente na Rádio Record das 5h às 7h. Zé Bettio permanece com seu estilo inconfundível: apresenta o programa como se estivesse em uma fazenda.Com muita alegria e entusiasmo, o comunicador fala sobre a cultura caipira do interior de São Paulo.Os ouvintes da Rádio Record vão acompanhar o melhor da música sertaneja do presente e também a 'moda de viola' do passado.O mugido da vaca batizada de "Mimosa", o zurro do jumento "Teimoso", o canto do galo "Lero Lero" e o coaxar do sapo "Bidú". Esses são alguns dos personagens do programa Zé Bettio.
Débora Santilli - Estréia dia 2 de agosto: Nas noites de segunda-feira, das 22h às 22h30, a jornalista participa do programa "Balanço Geral", apresentado pelo comunicador João Ferreira. Débora Santilli comandará um programa de entrevistas com convidados do mundo artístico e personalidades públicas.Experiente (ex-repórter da Rádio CBN e atual apresentadora do Programa Shop Tour), ela tratará as entrevistas com conhecimento e competência.
Rádio Record - 1000kHz AM

Fonte: site da Rádio Record

Promoção: Pai Na Geral


Seu pai gosta de rádio? É louco por futebol? Adora dar umas boas gargalhadas? Então, ele tem tudo para curtir o presente que a turma do Na Geral preparou.
Já pensou em levar para uma festa na casa do seu pai a maravilhosa Dona Inês, o manda-chuva Seu Geraldo, o malandro Vila, o Moacir Rose, além dos três palhaços que conduzem o programa: Lélio Teixeira, Zé Paulo da Glória e Beto Hora?
Para concorrer à promoção Pai Na Geral e ganhar esta festa, que inclui ainda um buffet para 15 pessoas, basta ligar para 11 – 37438040, escolher o dígito 6 e gravar uma mensagem no espírito do programa que fala de futebol com muito bom humor e é transmitido pelo Grupo Bandeirantes de Rádio (AM 840 KHz, FM 90,9 MHz e 96,1 MHz – São Paulo) . É importante dizer seu nome e telefone antes de iniciar a gravação.

O autor da mensagem mais divertida vai ter a casa de seu pai transformada no estúdio do Na Geral na sexta-feira da próxima semana, dia 8 de agosto. O resultado sai no dia 6.
O programa que coloca bom humor e informação sobre futebol entra em campo de segunda a sexta-feira, das 18:30 às 20:00 horas e pode ser ouvido também pelo site da Rádio Bandeirantes.


sexta-feira, julho 25, 2008

Marcelo Duarte homenageia Luiz Fernando Bindi

Caricatura de Bindi, extraída do Blog do Birner


O programa Fanáticos por Futebol, apresentado às 22 horas, por Marcelo Duarte, na Rádio Bandeirantes (AM 840 e FM 90,9), traz hoje uma edição especial em homenagem à memória de Luiz Fernando Bindi. O saudoso colunista foi, aliás, um verdadeiro fanático por futebol. Mais ainda pelos distintivos dos times do mundo todo, como fica claro no site que havia criado recentemente.
Além do Distintivos, Bindi escrevia para o site “Trivela”, era colunista do blog de Vitor Birner, da CBN, participava do programa Beting & Beting, na BandSports e comentava jogos pela 105 FM.
A homenagem continua no Fanáticos por Futebol da próxima segunda, 28, que apresenta os últimos boletins gravados por Luiz Fernando Bindi. No Blog do Curioso, de Marcelo Duarte, você revê a entrevista de Luiz Fernando Bindi ao "TV Curioso" em novembro do ano passado.

Leia também o texto publicado no Blog do Curioso de 22 de julho, data do falecimento do jornalista.

Luiz Fernando Bindi morreu aos 35 anos na tarde da última terça (22/07) de infarto. Além de seu trabalho como colaborador de vários veículos de comunicação, ele era formado em geografia e escreveu um livro, publicado pela Panda Books, com o mesmo nome do blog que mantinha: Futebol é uma Caixinha de Surpresas.

Ouça a última participação de Luiz Fernando Bindi no Fanáticos por Futebol de segunda, dia 21 de julho.

quarta-feira, julho 23, 2008

Encontro reúne dexistas, radioamadores e radioescutas em Indaiatuba neste fim de semana

Imagem de uma tradicional estação de radioamador

A FENARCOM – Feira Nacional de Radioamadorismo e comunicações - acontece neste final de semana, de 25 a 27 de julho, em Indaiatuba, interior de São Paulo.
Considerado o maior evento do segmento, a FENARCOM é uma idealização da Radiohaus Radiocomunicação e este ano está em sua 3ª edição. A proposta é apresentar novidades para quem gosta de ouvir, tem intenção de fabricar ou quer melhorar a sintonia de seu aparelho de rádio. Tradicionalmente, o encontro reúne Dexistas, radioescutas e radioamadores.
Segundo o apresentador do programa São Paulo de Todos os Tempos, da Rádio Eldorado AM, “Dexista é aquele que gosta de ouvir rádio em Ondas Curtas; radioamador é aquele que gosta de ouvir rádio de todas as maneiras e anda apaixonado pelas novidades que a internet vem trazendo em termos de rádio. Já o radioamador é aquele prestador de serviço, o cidadão generoso que utiliza seu aparelho em freqüências exclusivas para obter auxílio a flagelados.”

Acompanhe uma gravação de 1999 reapresentada no último final de semana no programa São Paulo de Todos os Tempos, da Rede Eldorado. Nela, o jornalista Geraldo Nunes entrevista o radioamador Paulo Fernando Kasseb.

A íntegra desta matéria, que tem cerca de uma hora de duração e também a edição completa do São Paulo de Todos os Tempos do último final de semana podem ser acompanhadas no novo site da Rede Eldorado (leia matéria relacionada aqui )
Geraldo Nunes, que além de apresentador é também o mais tradicional repórter aéreo do rádio em São Paulo, será um dos palestrantes da FENARCOM. O bate-papo com o radialista está previsto para o sábado, dia 26 de julho, às 11 horas.
A FENARCOM é inspirada na experiência americana da Hamvention na cidade de Dayton, que já acontece há mais de 50 anos. É considerado o evento mais tradicional para os Radioamadores em todo o mundo e acontece em um grande ginásio de esportes da cidade. De acordo com o site oficial da FENARCOM, a cidade de Indaiatuba possui todos os requisitos para sediar um evento similar à Dayton, como fácil transporte rodoviário e aéreo, ampla rede hoteleira e de alimentação, além de ser extremamente agradável e organizada.
Nas duas edições anteriores, que aconteceram em 2006 e 2007, o evento aconteceu no Ginásio Municipal de Esportes de Indaiatuba. Este ano o encontro será no Pavilhão da Viber.
Para saber mais, acompanhar a programação e ter acesso a um mapa do local do evento, visite o site da FENARCOM 2008.



terça-feira, julho 22, 2008

RCC FM é pioneira em iPhone no interior gaúcho

A partir de hoje, terça-feira (22/07), a RCC FM (95,3MHz - Sant´Ana do Livramento/RS), coloca o seu sinal no aparelho de celular mais vendido no mundo, o iPhone.
A emissora é a primeira do Sul do País a disponibilizar áudio se valendo desta tecnologia. O diretor da Rádio, Kamal Badra, comenta que a novidade permite a qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, mesmo estando em movimento, escutar a programação da emissora, bastando, para isso, ter o programa iRadio instalado no seu iPhone.
"É mais um diferencial que estamos agregando, haja vista que hoje somos a Rádio mais potente de toda fronteira-oeste, e a única com o sistema RDS (Rádio Data System) no Estado", complementa.
Neste ano, as operadoras Tim, Claro e Vivo estarão comercializando o iPhone, aparelho que revolucionou o mercado de telefonia celular.

Fonte: Coletiva.net
CONVITE
O MEMORIAL HÉLIO RIBEIRO convida a todos os associados, colaboradores e admiradores de Hélio Ribeiro, bem como todos os profissionais de comunicação do rádio e tv, dos jornais, publicitários, professores e estudantes das faculdades de comunicação para o evento que será realizado, em comemoração ao 73.º ano do nascimento do saudoso radialista.
Data: 27 de julho de 2008
Horário: das 9 às 12hs.
Local: Sede do Serviço Social Alma Feminina e do Instituto Onari





Devido ao número limitado de vagas, pede-se confirmar presença através do telefone (11) 6107.3024, das 13 às 18hs. com Daniele.
O evento tem caráter de solidariedade e, portanto, será arrecadado, na entrada, um Quilo de alimento não perecível ou um agasalho, em favor da Associação Amigos em Cristo.

“A MELHOR MANEIRA DE HOMENAGEAR OS MORTOS É RESPEITAR OS VIVOS”
Hélio Ribeiro * 24/07/35 + 06/10/00


Ouça aqui um comercial que homenageia Hélio Ribeiro e mostra a força do rádio. A história desta peça rara é a seguinte: Em Janeiro de 1980, Frank Sinatra apresentou-se para 175 mil pessoas no Maracanã, Rio de Janeiro. Nessa mesma época, no rádio paulistano, Hélio Ribeiro era "a voz" grave que produzia momentos de emoção com suas traduções simultâneas de músicas, às quais ele chamava de “versão livre para o português”. Juntando esses dois ingredientes, a DPZ criou uma campanha que aproveitou a agilidade do rádio e marcou época. Vale a pena ouvir mais esta peça rara.

segunda-feira, julho 21, 2008

Devastador, de Reynaldo Bessa e Marcelo Abud, entra na programação da Rádio Malavéia


A música Devastador , que faz parte do CD independente O Som da Cabeça do Elefante, de Reynaldo Bessa, acaba de entrar para o playlist da Radioweb Malavéia .
A composição é minha e do Bessa e a gravação conta com a participação de Rita Ribeiro.
Devastador surgiu quando eu trabalhei na produção e divulgação do cantor, compositor e violonista potiguar. Certa vez, tive um sonho em que estava escrevendo uma letra de música em que todas as palavras terminavam em dor. Ainda no sonho, eu concluía que toda ação que realizamos tem a dor como elemento fundamental, para o bem ou para o mal. Daí acordei e a letra surgiu de uma vez só.
Na primeira parte, a música fala sobre a dor que causa sermos reprimidos. A segunda, é voltada para a dor (e a delícia) da criação.
Atualmente, meu amigo Reynaldo Bessa está na Europa e todos os passos dele podem ser conferidos no blog Palavras na Bagagem .

Ouça Devastador, de Reynaldo Bessa e Marcelo Abud, com participação de Rita Ribeiro.

Eldorado conquista território na internet

Já está no ar o Território Eldorado. Este é o novo site da Rádio Eldorado, que aposta na oferta de conteúdo sob demanda das principais reportagens e programas das duas freqüências do grupo: a AM 700 KHz e a FM 92,9 MHz, de São Paulo.
A iniciativa faz parte das comemorações dos 50 anos da tradicional emissora.
Emanuel Bonfim, um jovem talento do rádio que merece todo o crédito dos ouvintes, é um dos responsáveis pela editoria que cuida do novo site Território Eldorado
Tive a honra de ser entrevistado por Bonfim quando ele estava começando a alçar vôo na Rádio Gazeta Universitária. De lá, o talentoso produtor e locutor teve uma rápida passagem pela Rádio América. Agora, na Eldorado, além de ter sido responsável por reportagens de peso, como a cobertura de shows, inclusive fora do país, ele também produz mais um daqueles programas que mantém o rádio vivo e ao vivo, o Vozes do Brasil, de Patrícia Palumbo.

Ouça Emanuel Bonfim, em entrevista à Geraldo Nunes para o programa São Paulo de Todos os Tempos, explicando a proposta da nova iniciativa da Rádio Eldorado na web.

domingo, julho 20, 2008

Ainda dá pra você ser o jovem comentarista da Rádio Globo

Se você é estudante de comunicação, ainda tem a chance de entrar em campo e mostrar que é o dono da bola quando o assunto é esporte.
Por causa da greve dos Correios, a Rádio Globo prorrogou a data para envio das participações na promoção Jovem Comentarista. O novo prazo para a entrega dos materiais é cinco dias após o término da paralisação.
Podem se arriscar nos comentários os ouvintes de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, com mais de 18 anos e que estejam cursando Comunicação Social. Para bater uma bola com os craques do time da Globo, basta enviar - por e-mail ou CD - um arquivo de MP3 comentando uma partida ou com um texto livre sobre futebol.
Os e-mails deverão ser enviados para o endereço eletrônico jovemcomentaristarj@radioglobo.com.br (para participantes residentes no Rio de Janeiro), jovemcomentaristasp@radioglobo.com.br (para participantes residentes em São Paulo) e jovemcomentaristabh@radioglobo.com.br (para participantes residentes em Belo Horizonte). Os cds deverão ser enviados, aos cuidados do Departamento de Promoções, para: Rua do Russel 434, Glória, Rio de Janeiro, RJ, CEP: 22210-010 (para participantes residentes no Rio de Janeiro) / Rua das Palmeiras, 315, Vila Buarque, São Paulo, SP, CEP: 01226-010 (para participantes residentes em São Paulo) / Avenida Raja Gabaglia, 3502, 4º andar, Estoril, Belo Horizonte, CEP: 30350-340 (para participantes residentes em Belo Horizonte).
No campo ‘’assunto’’ do e-mail e/ou nos envelopes deverá constar o nome da Promoção (Jovem Comentarista Rádio Globo). Os participantes deverão informar nome completo, número de identidade, endereço completo, número de telefone para contato e o número da matrícula da Universidade ou Faculdade que está cursando.

Ouça aqui a convocação veiculada na Rádio Globo de São Paulo.

Leia o regulamento da promoção.

sexta-feira, julho 18, 2008

Homenagem a José Mauro, uma peça rara do rádio

Quando publicamos o episódio sobre a criação do rádio essencialmente musical no Brasil, a partir de uma entrevista com Edu Malavéia, a figura de José Mauro foi reverenciada.
Por este motivo, tive a honra de manter contato com o filho desse saudoso radialista.
Acabo de receber por e-mail a seguinte mensagem:

"Caro Abud,
um primo muito bacana - Sérgio Tavares - sintetizou num pps a carreira do Zé Mauro.
Sugiro dar uma olhada.
Cordial abraço.
Caetano Mauro"

Estendo a você o convite de Caetano Mauro.
Conheça e reviva um pouco da trajetória de um dos maiores nomes que o rádio brasileiro já teve.

Veja também:
José Mauro foi irmão de Humberto Mauro, um dos pioneiros da arte cinematográfica no Brasil. Acompanhe a apresentação de slides com a trajetória de mais este mestre, elaborada também por Sérgio Tavares, que mora desde 1954 no Rio Grande do Sul.

terça-feira, julho 15, 2008

Você é Curioso? completa 7 anos no Itaú Cultural

O programa Você é Curioso?, apresentado às 10 da mahã de sábado, por Marcelo Duarte e Silvânia Alves, na Rádio Bandeirantes de São Paulo, completa 7 anos.
Os ouvintes estão convidados a participar da festa, que mais uma vez será no Itaú Cultural. De lá, o programa será transmitido ao vivo neste sábado, dia 19 de julho.
Entre as atrações já confirmadas estão a Banda Paralela, que fez enorme sucesso ao tocar ao vivo no programa em 05 de abril deste ano, e o ator Danilo Gentili, conhecido por sua performance como repórter inexperiente do CQC. Os colaboradores do programa Antonio Mier (que conduz o quadro Os Caçadores da Música Perdida) e Antonio Carlos Cabrera (do site Mofolândia) também marcam presença na festa.
Mas a expectativa mesmo fica para a degustação curiosa. O quadro que normalmente abre o programa vai contar com a participação de 5 ouvintes para experimentar a Pepsi Blue Hawaii. De acordo com o site guia dos curiosos, o refrigerante mistura limão e abacaxi e tem um tom azul clarinho, como o mar do Havai.

Veja na foto como o líquido lembra também um detergente. O detalhe é que quem provar a saborosa novidade ganhará de brinde uma língua pintada de azul. A garrafa da Pepsi Blue Hawaii foi enviada pela ouvinte Nilceia Kojo, que mora no Japão.
Outra aguardada atração é a desenvoltura de Silvânia Alves cantando como vocalista da Banda Paralela. Uma prévia aconteceu quando a banda participou ao vivo do programa.

Na abertura do programa do último sábado, Marcelo Duarte anunciou as atrações e, na seqüência, a participação de Silvânia Alves à frente da banda Paralela, no programa do dia 05 de abril. Vale a pena rir de novo!

Fique em sintonia:
Festa de 7º aniversário do programa Você é Curioso?
Sábado, dia 19 de julho
das 10:00 às 11:30 (chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência)
Entrada Franca
Instituto Cultural Itau
Av. Paulista, 149 - próx. metrô Brigadeiro

quinta-feira, julho 10, 2008

O Rádio dos Anos 70 - ouça Luiz Uchida

Se você está em sintonia com este blog, é porque gosta de rádio.
Assim como aconteceu comigo, talvez já tenha recebido também, por e-mail, uma apresentação de slides sobre o rádio dos anos 40 ou 70. O autor dessas preciosidades é o psicoterapeuta Luiz Uchida, de 52 anos.
Saudosista, Luiz Uchida revela que começou a desenvolver os slides em powerpoint em 2005 para manter a memória daquilo que viveu nos anos 70 e dividir as emoções que sente com outras pessoas que viveram ou ouvem falar sobre aquela época.
Em seus trabalhos, o psicoterapeuta que tinha 15 anos de idade em 1970 traz de volta um tempo em que “andar na rua era uma coisa tranqüila; namorar de madrugada dentro dos carros, parado no Ibirapuera, até 4 horas da manhã era comum”.
Uchida também sente saudade da voz de Antonio Celso anunciando os lançamentos musicais do mundo todo e das fitas que gravava com músicas que embalavam os bailes da época.
Ouça o depoimento de Uchida e fique por dentro do que pode ser encontrado no blog Rick Sotre, além de saber novidades sobre a volta da Máquina do Som, como era conhecida a Rádio Excelsior, prevista para acontecer ainda neste mês de julho.

Veja o slide Rádio dos anos 70

Sintonize seu rádio nos anos 40

terça-feira, julho 08, 2008

O Balanço do "Barlancê"


Estive ontem entre os Bons Amigos do Rádio – BAR. O 2º encontro colocou na roda o programa que só abria o microfone para quem tinha algo importante a dizer: o Balancê.
Na noite desta segunda, no restaurante Villa Tavola, além do mestre de cerimônias Irineu Toledo, Osmar Santos, Nelson “Tatá” Alexandre, Juarez Soares, Odayr Baptista e Zé Rodrix tiveram muito a dizer.
O pai da matéria e o parceiro de Escova fizeram jus àquela idéia de que uma imagem (às vezes) vale mais do que mil palavras. Com seus gestos e semblantes de emoção revelaram a importância que ambos têm para a manutenção de um rádio vivo e ao vivo.
Juarez Soares inverteu essa máxima e demonstrou que, no caso dele e de outros profissionais do meio, uma palavra é que vale mais do que mil imagens. Com o dom da oratória, fez com que os Bons Amigos do Rádio imaginassem o que foram aqueles anos de Balancê. Juarez foi porta-voz da primeira e mais brilhante fase do programa, que estreou em abril de 1980 na extinta Rádio Excelsior (atual CBN), do Sistema Globo de Rádio.
O comentarista esportivo fez com que voltássemos a um tempo em que o povo brasileiro clamava pela liberdade de imprensa total e irrestrita. Contexto ideal para o surgimento de uma atração em que, segundo o radialista, o esporte e o humor eram o pano de fundo para abrir o microfone àqueles que tinham o que falar. Para comprovar o que dizia, lembrou que, logo na estréia, a produtora Yara Peres conseguiu uma entrevista com o Prof. Florestan Fernandes, sociólogo e político perseguido pela ditadura militar brasileira. A ousadia fez com que o Balancê saísse do ar no dia seguinte, por ter desagradado à alta cúpula global.
Juarez ressaltou a luta que as diferentes equipes e apresentadores do programa, sempre sob o comando de Osmar Santos, tiveram para mostrar que a mistura de cultura, política, humor e esporte pode resultar em uma experiência sem limite para a criatividade e a liberdade.
Outro bom amigo do rádio presente ao encontro, Odayr Baptista explicou que o garotinho foi o responsável pela saída dele da equipe do Show de Rádio, na Jovem Pan (Osmar e Fausto Silva também faziam parte da equipe esportiva da emissora dos esportes). A idéia inicial era que Odayr levasse a sua Rádio Camanducaia como atração após as transmissões esportivas da Globo. Mas o projeto não pode ir adiante, porque a Pan continuou a transmitir a Rádio Camanducaia (apesar de ser uma atração registrada por Odayr). Enquanto o radialista exigia seus direitos na justiça, a Excelsior passou a contar com a voz do dono em Largo da Matriz. Mas a maior contribuição de Odayr esteve nas dezenas de personagens que ele incorporou ao lado dos reis do improviso Tatá e Escova. Para o ouvinte, a sensação era de que havia uma imensa equipe de humoristas no programa, tal a versatilidade dos três.
O Balanço do Barlancê, como foi chamado o evento por Irineu Toledo, contou ainda com o depoimento do publicitário e músico Zé Rodrix. O criador de jingles memoráveis, como “No Silêncio de um Chevrolet”, destacou que, no início dos anos 80, os artistas que não participassem do Balancê eram considerados de segunda classe. Talvez os motivos para isso fossem o respeito que o artista demonstrava por seu público ao tocar ao vivo em um programa de rádio em uma época em que imperava a fase vitrolão e nasciam as FMs; e o fato de o programa não aceitar jabá, prática que se tornava comum para que artistas ganhassem espaço nas rádios.
Zé Rodrix também deu voz a um pensamento interessante: as agências de publicidade que torciam o nariz ao ver uma tabela de rádio pela frente correm o risco de ver o modelo de negócio delas acabar, enquanto o rádio segue mais vivo do que nunca. Rodrix lembrou que o rádio está em todo canto e, na era da internet e da convergência, ele leva vantagem sobre qualquer outro meio de comunicação tradicional. É o único que transmite informação, cultura, entretenimento e – sobretudo – imaginanção enquanto fazemos inúmeras tarefas no computador. Afinal ver TV ou ler um jornal na tela do computador exige que paremos tudo para isso.
Os Bons Amigos do Rádio presentes na noite desta segunda, dia 7 de julho, ao Villa Tavola, tiveram o prazer em reviver e, em alguns casos, em conhecer uma das mais criativas experiências que o rádio já ofereceu aos ouvidos mais atentos.
Quero ressaltar ainda a participação de uma convidada da platéia. Ela relatou que, quando era criança e a mãe dela trabalhava na Folha de São Paulo, aproveitava as horas de almoço e ficava durante meia hora, todos os dias, em um banquinho improvisado no estúdio da Excelsior, de onde acompanhava de perto alguns dos maiores artistas da época. Entre eles, Gal Costa. A baiana que tinha sua voz no tema de abertura do Balancê foi duas vezes aos estúdios do programa. Na primeira, apenas como espectadora, já que queria ver quem eram os malucos que comandavam aquele programa que ela ouvia no rádio. Na semana seguinte, Gal foi a entrevistada a entrar na roda do Balancê.
Com encontros como este, o BAR traz importantes reflexões e coloca em contato veteranos, novos e futuros profissionais do rádio. Defendo que sejam mais freqüentes e que possam ser levados também a outros ambientes, principalmente auditórios de faculdades de comunicação e cursos de rádio.
Permitam-me, aliás, que este ouvinte do bom rádio solte a imaginação. Meu sonho é ver o próximo encontro dos nossos Bons Amigos do Rádio em um desses auditórios, tendo como abertura do happy hour a apresentação ao vivo do programa Na Geral, que, na minha opinião, é uma das melhores atrações do rádio na atualidade.

segunda-feira, julho 07, 2008

Link: Fora dos holofotes, o podcast resiste

ANTONIO MILENA/AE
MENINAS NO AR - Raquel Gonçalves, a ‘Mafalda’, produz
junto com outras duas amigas o Monacast

Mesmo longe do hype inicial de sua criação, em 2006, formato se profissionaliza e cativa nichos de ouvintes brasileiros

FILIPE PACHECO E FILIPE SERRANO (do Link / Estadão)

Está lembrado dos podcasts, aqueles programas de áudio, parecidos com apresentações de rádio, transmitidos pela web? Se no exterior a audiência deles explodiu nos últimos anos, no Brasil o assunto esfriou desde 2006. Ao contrário de outras formas de autopublicação na internet, como blogs e vídeos, o áudio ficou restrito a um público principalmente interessado em tecnologia ou música, que busca informação e diversão de uma maneira diferente do texto escrito.Agora os podcasts reaparecem aos poucos em uma agitação que não se via desde o final de 2005. Recentemente um grupo da Associação Brasileira de Podcasters (Abpod) chegou a um acordo inédito com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) para que os podcasts toquem músicas sem infringir direitos autorais. A preocupação existia desde que surgiram os primeiros programas. Por uma mensalidade de R$ 42,51, é possível tocar as músicas online dentro da lei.O acordo tem contradições. Grande parte dos podcasts são amadores, não têm lucro e ainda divulgam artistas, em geral, sem espaço nas rádios. Mas a parceria é uma opção para podcasts com ambição de se tornar profissionais. Outra iniciativa dos podcasters buscou conhecer melhor seus ouvintes. Entre maio e junho foi feita uma pesquisa online para analisar o comportamento de quem ouve podcast no Brasil. Foram pouco mais de 430 participantes, a maioria (83%) não produz podcasts. O perfil traçado pela PodPesquisa, como foi batizada, é o seguinte: o ouvinte de podcasts é homem (90,9%), tem entre 19 a 35 anos (80,6%), educação superior (77,3%), usa internet banda larga (97,9%) e baixa os arquivos de áudio pelo iTunes (51,8%).“Acredito que os números representem mais os ouvintes dos podcasts que divulgaram a pesquisa, mas já é um começo”, diz Marcelo Oliveira, criador da PodPesquisa e que faz o Fritzlândia. Apesar da predominância masculina, também há espaço para as mulheres. “Começamos falando sobre assuntos femininos, mas conquistamos muitos ouvintes homens e hoje conversamos sobre de tudo um pouco”, diz Raquel Gonçalves, a “Mafalda” do Monacast (http://www.monalisadepijamas.com.br/). O segundo semestre promete discussões quentes. Desde sexta-feira, qualquer internauta pode sugerir seu podcast favorito em http://www.premiopodcast.com.br/.
Em agosto, acontece 2ª edição do workshpo Podcast - da Criação à Veiculação, no SENAC. Em dezembro, a 2ª Conferência de Podcast, durante o Fórum de Mídias Digitais. O Link entra no mundo dos podcasts nesta edição para mostrar como funciona essa mídia democrática já não tão nova assim. E, claro, trazemos dicas para ouvir e criar podcasts.
(Fonte: Caderno Link / Estadão / 07/07/2008)

Outras Matérias:
Formato é uma espécie de rádio 2.0
Números da Podpesquisa
Incipientes, podcasts aos poucos se organizam
Formato pode incluir negócios e diversão
Escutar os programas é bem simples

quarta-feira, julho 02, 2008

Workshop de Podcast no SENAC Scipião

No sábado, dia 09 de agosto, das 9 às 18 horas, estarei no Senac Lapa Scipião para conduzir a 2ª edição do Workshop Podcast – da criação à veiculação.
Leia as informações a seguir:
O termo podcast refere-se a uma forma de publicação de arquivos de áudio, com características de programa de rádio, que permite a atualização automática via internet e pode ser tanto ouvido diretamente no computador como baixado em aparelhos de MP3.
O evento traça um panorama da web 2.0 e das mídias sob demanda para contextualizar o Podcast neste cenário; aponta as situações em que o meio é mais recomendável e apresenta as ferramentas básicas para se criar, produzir, publicar e divulgar os conteúdos de som na rede de computares. O programa é voltado para estudantes e profissionais de comunicação, marketing, assessoria de imprensa ou que possuam um trabalho artístico voltado para música ou artes plásticas.
Quem coordena a atividade é Marcelo Abud, comunicador formado pelo Senac e graduado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Cásper Líbero. Abud foi locutor das rádios Gazeta, Vanguarda FM e emissoras do Sistema Shopping de Comunicação. Atualmente é professor de Criação e Produção de Áudio e de Radiojornalismo na Universidade Paulista (UNIP), sócio-proprietário da produtora Peças Raras e mantém dois Podcasts no ar: Peças Raras, sobre a evolução do rádio; e O Toque, sobre música independente.
São ofertadas até 15 vagas para o workshop, que tem carga de 8 horas e confere certificado aos participantes. As inscrições podem ser feitas pelo site do Senac ou pessoalmente, no setor ao cliente da unidade Lapa. O investimento é de R$ 70,00 - preço à vista, com pagamento em dinheiro, cheque pré-datado ou cartão de crédito (Visa, Visa Electron, Credicard, Mastercard e Diners Club).

Confira abaixo um piloto de podcast produzido pelos alunos da primeira edição do workshop.

video

Workshop: Podcast - da criação à veiculação
Quando: Sábado, 09 de agosto de 2008, das 9 às 18 horas
Onde: Senac Lapa Scipião
Rua Scipião, 67 - Lapa São Paulo - SP
Quanto: R$ 70,00
Mais informações pelo telefone (11) 3475-2200 ou pelo e-mail lapascipiao@sp.senac.br.

terça-feira, julho 01, 2008

Rádio-Escuta: Público adulto-contemporâneo ganha radioweb

Ao som do grito que abre o LP “Seu Espião”, do Kid Abelha, a vinheta anuncia a Rádio Malavéia. A realização é de Luiz Eduardo de Melo e Silva.
Lembra? Ele foi destaque do podcast Peças Raras na edição de 15 de janeiro deste ano. À época, Edu Malavéia, como é popularmente conhecido, falou – em entrevista exclusiva – sobre o livro de sua autoria, “Plenimúsica – Memórias de um ouvinte de rádio malcomportado”.
No episódio, além de destacar a história das primeiras rádios essencialmente musicais, ainda em AM, Malavéia ressalta que os jovens de hoje têm boas opções no dial, como a Mix e a Jovem Pan, mas que falta uma rádio que atenda aos anseios do público adulto-contemporâneo.
Faltava! Cansado de esperar pela emissora dos sonhos dele, o ouvinte malcomportado resolveu criar a radioweb Malavéia.
Mineiro de Belo Horizonte, o radialista brinda os ouvintes com uma seleção musical influenciada por emissoras que marcaram época, como Difusora e Excelsior.
Confira aqui a palavra de Edu Malavéia sobre a necessidade da criação de uma rádio na linha da WKTU, de Nova Iorque, que traz uma comunicação descontraída e sons dos anos 70, 80 e 90, e – na seqüência – um trecho da programação da Rádio Malavéia.

Ao lado, Edu Malaveia no comando de mais uma vibrante transmissão da Rádio Malavéia, operando em caráter experimental.
“Como o caro ouvinte pode ver na foto, os moderníssimos equipamentos de nossos estúdios permitem coisas do arco voltaico da velha. Os microfones ficam um de cada lado para dar a sensação estéril da transmissão, já que Edu é muito fértil. Ontem, nasceram trigêmeos em Itanhandu. Graças a Deus, Edu nunca foi a Itanhandu.”

Sucesso ao amigo Edu Malavéia, que avisa que a emissora tem seus estúdios na ala vip do hospital psiquiátrico Galba Veloso. Loucura é perder essa deliciosa programação, acompanhada de muita irreverência.