quarta-feira, dezembro 29, 2010

Presença marcante no fim de ano


Se o jingle da Casas Bahia é uma das melhores músicas de Natal dos últimos anos (desde 2007), a trilha do Bradesco tem sido presença marcante lado a lado com ouvintes de diversas emissoras de rádio.

Ouça aqui a música que marca a nova fase da campanha do banco e serve de mensagem de ano novo.

A interpretação do jingle é da cantora Luísa Maita, cantora e compositora que, de acordo com o site Musicopéia, lançou o primeiro CD neste ano de 2010.

terça-feira, dezembro 28, 2010

Feliz Ano Velho by José Simão

Já é tradição. Em dezembro, a Bandnews FM coloca no ar a mais divertida retrospectiva do ano.
Quem ouve a emissora, sabe que perto das 9 da manhã a alegria é garantida na conversa diária entre Zé Simão e Ricardo Boechat.

Aqui você confere uma compilação dos diálogos mais engraçados e infâmes de 2010.

Relembre, por exemplo, uma constatação feita por Simão durante a corrida eleitoral: a de que "em Minas Gerais, 60% é serra e o resto é planície mesmo".

Buemba!, Buemba! com José Simão é garantia de Feliz Ano Todo. A coluna pode ser conferida pela Bandnews FM, de segunda a sexta, ao vivo, às 8:45 h. e em repetecos às 10:20 h., 17:37 h., 0:17 h. e 3:37 h.



Tupi FM de São Paulo: tudo o que você quer ouvir

Em meados dos anos 80, a Rádio Cidade inaugurou uma fórmula que logo se espalhou pelas demais emissoras em FM, a de reunir um time de artistas para gravar a música de fim de ano.

Um dos jingles que traduz bem a relação entre o ouvinte e a emissora é a composição Tudo o que você quer ouvir, da Tupi FM, de São Paulo.


Assista ao vídeo com a trilha de fim de ano da emissora líder do dial paulistano.

Túnel do Tempo da Cidade:
- Conheça a história e relembre o tema de fim de ano de 1985 da Rádio Cidade FM. Uma Só Voz reuniu os grandes nomes do "rock nacional" da época.

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Temas de Fim de Ano da extinta Cidade FM


Os temas de fim de ano das emissoras de FM marcaram época nos anos 80. Aqui você entra em sintonia com algumas das músicas que fizeram história na extinta Cidade FM. Um deles é o Feliz Cidade, de 2000, tema que já antecipava sutilmente o anúncio com a frase "Cidade é Sucesso".



Ouça aqui o tema de 2000.
(se o player não estiver visível, clique aqui. Para baixar o áudio, clique com o botão da direita do mouse.)


Ouça também outros temas da Cidade FM:

- Uma Só Voz foi a música de 1985 e contou com a participação dos maiores nomes do chamado rock nacional da época.


No player acima, você ouve Rony Magrini e o primeiro tema de fim de ano da Cidade FM de São Paulo, que reúne o elenco de locutores de 1980. (se o player não estiver visível, clique aqui)



Edição especial com a participação de Luiz Fernando Magliocca  relembrando o Reveillon da Cidade FM, 96,9 de São Paulo, do ano de 1985. Além de acompanhar revelações sobre os bastidores da emissora no auge de seu sucesso, ouça o tema de fim de ano "Uma Só Voz", com os maiores nomes da música brasileira em meados dos anos 1980.
(se o player não estiver visível, clique aqui)



Continue ligado. Em 2010, você permanece em sintonia com o que o rádio tem de melhor aqui no blog Peças Raras e também pelos boletins semanais (às quintas-feiras) na Malaveiaweb.

Publicado originalmente em 30/12/2009


domingo, dezembro 26, 2010

Daniel Grecco: este vai longe!


Daniel vem do Grecco "Bueno" e significa como é bom acreditar.

Certa vez, conheci um senhor que ganhou duas vezes na Mega-Sena. O lema dele é "insista, persista, resista e não desista". Para muitos, no entanto, trata-se apenas de um cidadão de sorte.

Grecco também acredita na sorte. Ou melhor, é do tipo que aposta que quanto mais se trabalha, mais sorte se tem.

Agora, o jovem jornalista e radialista parte para uma nova jornada. Ele encontrou o centro e está de viagem para Cuiabá, no Mato Grosso. Na bagagem leva muitas horas de experiência. Dos trabalhos originais desenvolvidos na faculdade às conversas da maior consistência de nosso Bermuda Folgada, programa que dá muito o que falar.

Aliás, para aproveitar a abertura à base da composição Mulher de Coronel, de Gilberto Gil, ouça o que Daniel Grecco tem a dizer sobre a jornada que tem início em 1º de janeiro de 2011.


Acompanhe um depoimento exclusivo de Daniel Grecco aos ouvintes do blog Peças Raras e da Malaveiaweb.(se o player não estiver visível ou quiser baixar este arquivo, clique aqui)

Bem, amigos, como diria o ídolo do rapaz (saiba mais aqui), o talentoso comunicador vai passar a falar conosco diretamente de Cuiabá a partir do ano que vem. Agora nosso "triângulo dos bermudas" aumenta seu alcance e abrange três praças. Eu continuo a transmitir aqui de São Paulo; o Malavéia, de Belo Horizonte; e o Grecco, de Mato Grosso. Cada qual de uma dessas capitais vai continuar a mostrar como é capital irradiar para o mundo o que se tem a dizer.

Sorte ou persistência, o que importa é que Daniel Grecco vai longe. Pode apostar!

OUÇA MAIS:


- Acompanhe o teste enviado por Daniel à emissora Centro América
(se o player não estiver visível, clique aqui)

Em tempo, Daniel Grecco estreia ainda em janeiro na Centro América FM, que pode ser ouvida aqui.


Veja matéria sobre o início das transmissões da emissora, afiliada da Globo.


Memória especial em homenagem a Muíbo



No mesmo dia em que foi anunciada a morte de Muíbo César Cury (26 de dezembro de 2009), o programa Memória, de Milton Parron, prestou uma ampla homenagem ao então mais antigo funcionário da Rádio Bandeirantes.

Clique aqui e ouça o programa com quase duas horas de duração.

Saudosa Memória: 1 ano sem Muíbo César Cury

Acabo de receber uma mensagem de Alceu Sebastião Costa. Ele nos lembra da passagem de Muíbo César Cury, que se deu no dia 26 de dezembro do ano passado.

Na mensagem, o ouvinte assíduo da Rádio Bandeirantes e poeta também encaminhou este poema, que divido com nossa audiência:


M ito consagrado em vida pela
U nanimidade dos seus pares,
Í cone da radiodifusão brasileira,
B urilador das preciosidades do Lácio,
O bstinado pela arte mensageira.

C arisma
E ducação
S erenidade
A mor
R espeito

C inco vocábulos a serem bem guardados,
U m legado isento de reparos,
R everências do poeta a este ser admirável,
I mpávido soldado de exemplo tão notável.

Alceu Sebastião Costa


Relembre aqui uma homenagem que levamos ao ar pela Malaveiaweb no início deste ano.

Ouça mais:


Acima a edição do Jornal de Sábado, comandado por Haisem abaki, que foi quase totalmente dedicado ao radialista.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar este áudio, clique aqui)

Ouça aqui a edição do Sofá Bandeirantes diretamente do site da emissora.

Veja galeria de fotos no site da Bandeirantes AM


quinta-feira, dezembro 23, 2010

Morre o jornalista e radialista Toninho Spessoto

O jornalista Toninho Spessoto: ferrenho defensor da música brasileira 

Morreu nesta manhã o jornalista e radialista Toninho Spessoto (leia aqui). Atualmente, ele comandava os programas Fora de Série e o Papo de Músico, ambos pela USP FM de São Paulo.
Em agosto de 2008, Spessoto foi responsável também por produzir e apresentar o Território Independente, espaço em que apresentava o melhor da produção musical brasileira independente, com foco na MPB.





terça-feira, dezembro 21, 2010

Uma mensagem repleta de Peças Raras






Nossa mensagem de fim de ano deste ano traz as seguintes "peças raras":

- a "falante" Vanessa Teodoro, minha esposa;

- o "cantante" Lucas, nosso garotão de 3 anos e 8 meses;

- a trilha composta por Celso Viáfora, Papai Noel de Camiseta.


Ouça aqui uma típica história natalina.
(se o player não estiver visível, clique aqui para ter acesso ao áudio)

Que momentos simples como esse alegrem sua noite de Natal e que em 2011 você viva um feliz ano todo.

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Rádio Sucupira: charge eletrônica da melhor qualidade

Em setembro de 2009, para comemorar o mês da Comunicação, nosso blog contou com uma entrevista exclusiva com Heródoto Barbeiro, conduzida pelo repórter Daniel Grecco.

Na ocasião, o Gerente de Jornalismo do Sistema Globo de Rádio comentou a importância do humor na programação da CBN. Heródoto faz um paralelo entre a força da ilustração caricata na imprensa escrita e quadros como a Rádio Sucupira (apresentado às sextas, 9:30 h.). Em ambos, o humor é visto como uma fonte de descontrair ao mesmo tempo em que tece comentários relevantes sobre um fato atual.



Clique aqui e ouça a transmissão que mistura realidade e ficção, Odorico Paraguaçú e políticos que deixam você tiririca da vida. O tema, é claro, gira em torno do aumento indecente que os políticos se autoconcederam na semana passada.

Ouça mais:
- Visite o canal da Rádio Sucupira no site da CBN

sábado, dezembro 18, 2010

José Paulo de Andrade e o rádio como aparelho de comunicação


Entre 1927 e 1932, o poeta, dramaturgo e ensaista alemão Bertold Brecht desenvolveu a Teoria do Rádio. Entre os pensamentos do debate proposto por ele, merece destaque o fato da necessidade de ‘’(...) transformar o rádio, convertê-lo de aparelho de distribuição em aparelho de comunicação. O rádio seria o mais fabuloso meio de comunicação imaginável da vida pública, um fantástico sistema de canalização. Isto é, seria se não fosse somente capaz de emitir, como também de receber; portanto, se conseguisse não apenas se fazer escutar pelo ouvinte, mas também pôr-se em comunicação com ele. A radiodifusão deveria, conseqüentemente, afastar-se dos que a abastecem e constituir os rádios ouvintes como abastecedores. ’’

Em algumas regiões, ainda hoje o rádio é apenas um aparelho de distribuição, mas em grandes cidades, com a concorrência acirrada, o ouvinte realmente interage com a programação.

Um belo exemplo da forma em que esse fabuloso meio de comunicação pode ser usado no sentido de transformar o ouvinte em abastecedor é essa participação de Zé Paulo de Andrade veiculada ontem nos microfones da rádio que tem opinião, a Bandeirantes.

Acompanhe aqui a aula de radiojornalismo do apresentador dos noticiários O Pulo do Gato e Jornal Gente.

Na entrevista, você acompanha o Diretor de Trânsito do Guarujá, Wilson Caruso buscando uma forma de explicar o guinchamento de carros guinchados no entorno de restaurantes no centro da cidade litorânea.

Ouça mais:
Para conhecer melhor a história de José Paulo Andrade e do radiojornal da Bandeirantes AM, acompanhe uma edição especial do nosso podcast publicada em abril de 2008.

Confira também a edição do Sofá Bandeirantes com o âncora do tradicional "O Pulo do Gato".
(se o player não estiver visível ou quiser baixar o áudio, clique aqui)


sexta-feira, dezembro 17, 2010

O valor da família inspira campanha de Natal da Casas Bahia

Fonte: Assessoria de Imprensa

"Natal com Dedicação Total" é o tema da campanha de final de ano da Casas Bahia que estreou no último domingo, dia 12. Desta vez, o objetivo da peça é mostrar a importância das atitudes de cooperação, respeito e união entre familiares, vizinhos e amigos, não só durante este período de celebrações, mas em todos os momentos da vida.

Assista ao comercial aqui.

O filme institucional, com duração de 60”, traz cenas entre personagens de uma mesma família que, juntos, montam a árvore e decoram o ambiente com os enfeites de Natal. Neste mesmo instante, em outra casa, várias pessoas preparam a ceia e, assim, como em um musical, os personagens se multiplicam, formando um único coro.

A campanha institucional é embalada pelo tradicional jingle de Natal, utilizado pela rede desde 2007, e será veiculada em canais de TV aberta e paga, com spots de rádio, até o dia 25 de dezembro.


Depois de ouvir o jingle, ensaie e participe da promoção "Cartão de Natal Musical". As três melhores interpretações enviadas para o site http://www.natalcasasbahia.com.br/, levam computadores de presente.

Ouça aqui outras peças raras natalinas.

Ficha Técnica

CLIENTE: CASAS BAHIA
CAMPANHA: NATAL COM DEDICAÇÃO TOTAL
PEÇA: FILME DE 60’’
AGÊNCIA: Y&R
PRODUTORA FILME: CB FILMES
TRILHA SONORA: A VOZ DO BRASIL



quinta-feira, dezembro 16, 2010

Reajuste "para lamentar". Ouça Salomão Schvartzman

Um dos colunistas que mais gosto do rádio atual é o veterano Salomão Schvartzman.

Diariamente, às 9:36 h., 16:17 h. e 20:37 h., ele tece seus comentários repletos de poesia e ironia pela Bandnews FM.

Anúncio publicado no jornal Metro, com a sintonia da Bandnews em São Paulo

Hoje, o tema não poderia ser outro. Schvartzman comenta o vergonhoso aumento de 62% aprovado pelos parlamentares em tempo recorde ontem.


Ouça aqui a coluna levada ao ar ao vivo nesta manhã de quinta-feira.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar este áudio, clique aqui)

Ouça outras colunas de Salomão Schvartzman no site da Bandnews FM.

Detalhe: antes da coluna, o locutor erra a hora e depois da vinheta corrige. Digno da nossa série "É Raro e Humano".

Décio Clemente, da JP, divulga os 10 melhores comerciais de TV

O ouvinte da Jovem Pan está acostumado à participação de Décio Clemente. Diariamente, o colunista leva ao ar os jingles que emocionam públicos de todas as idades.

No início de novembro, a partir de ideia enviada pelo ouvinte Paulo Teixeira Jr, o blog Propaganda & Marketing, do site Jovem Pan Online, iniciou um concurso para eleger os melhores comerciais brasileiros de TV de todos os tempos.

Os 10 mais votados no palpite dos ouvintes da Rádio Jovem Pan podem ser vistos no vídeo abaixo:



Se a imagem não aparecer, clique aqui e vá diretamente ao site da Jovem Pan.

Detalhe: 8 das 10 campanhas preferidas são movidas a jingles. Sem dúvida, o brasileiro é cativado e tem uma forte memória afetiva com este tipo de mensagem publicitária cantada.

Para ver outras peças raras do rádio e da TV, visite o blog do publicitário e colunista da Jovem Pan, Décio Clemente.


quarta-feira, dezembro 15, 2010

Helicóptero da Rádio Eldorado faz pouso forçado na Zona Norte de SP

Foto: Evelson de Freitas (Agência Estado)

Assim como aconteceu em 2005 com Geraldo Nunes, o helicóptero da Rádio Eldorado fez um pouso forçado no final desta tarde de terça-feira.

Acompanhe neste link a cobertura da própria emissora. Na página do Território Eldorado, você acompanha a palavra do repórter Flávio Perez, do piloto André Soares e ainda Geraldo Nunes relembrando o acidente anterior.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

José Silvério recebe mais um troféu Ford-ACEESP hoje a noite, em São Paulo

A entrega do Troféu Ford-Aceesp acontece hoje, a partir das 19:30 h., no Esporte Clube Sírio, Av. Indianópolis, 1.192, na Zona Sul de São Paulo. A escolha é resultado de votação que se deu entre 11 de novembro e o dia 3 de dezembro, aberta ao público e associados através do site da entidade.

José Silvério (foto) é um dos destaques do prêmio mais uma vez. A Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo o elegeu melhor narrador de rádio pelo 10º ano consecutivo (saiba mais detalhes aqui).

Conheça os outros vencedores do troféu deste ano.

Além do narrador oficial da Rádio Bandeirantes, outros nomes que merecem destaque são os de Milton Neves (eleito melhor apresentador de rádio inúmeras vezes) e Antonio Augusto Amaral de Carvalho "Tuta" (Jovem Pan), que recebe homenagem por 60 anos de Jornalismo. Aliás, José Silvério e Milton Neves são crias da Pan e recebem prêmios da ACEESP desde quando estavam naquela casa.


Em homenagem ao talento de José Silvério, no player acima você acompanha a transmissão simultânea da final do Campeonato Brasileiro de 2009, que representou um novo marco para o rádio esportivo e foi repetida neste ano.
(se o player não estiver visível,clique aqui)

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Marcelo Adnet e a transmissão de futebol no rádio e na TV

Marcelo Adnet é certamente um dos mais talentosos humoristas e imitadores da nova geração. Neste blog, já destacamos o rapaz dando voz a diferentes estilos radiofônicos no Comédia MTV.

Agora veja Adnet em campo com sua famosa comparação entre as transmissões do futebol no rádio e na TV, na festa do Prêmio "Craque Brasileirão 2010", da última segunda-feira:



terça-feira, dezembro 07, 2010

José Silvério fala sobre Troféu ACEESP

No Jornal em 3 Tempos, da Rádio Bandeirantes, ontem, José Silvério recebeu a notícia e comentou a importância sobre a conquista de mais um Troféu da ACEESP.


Ouça no player acima o que representa o prêmio para o narrador esportivo mais reconhecido da atualidade.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar este áudio, clique aqui)

O áudio foi gravado a partir de um celular e não está com muita qualidade, porém o conteúdo e a emoção valem o registro.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

José Silvério ganha ACEESP e se torna imortal

Anúncio do ano passado do Troféu ACEESP

Acaba de ser anunciado o resultado do Prêmio ACEESP - Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo.

Pela sétima vez seguida, a Rádio Bandeirantes levou a melhor como equipe esportiva; Milton Neves, como melhor apresentador; e José Silvério foi eleito o melhor narrador.

A escolha é resultado de votação que se deu entre 11 de novembro e o dia 3 de dezembro, aberta ao publico e associados através do site da entidade.

Considerado o campeão dos campeões entre os locutores que estão na ativa, o lavrense José Silvério deixa de concorrer ao troféu e se torna imortal, tendo seu nome ligado à estatueta de melhor narrador a partir do próximo ano.

O profissional já alcançou mais de dez vezes (sendo 7 anos seguidos) o pleito e será o grande homenado na festa de entrega que acontece na próxima segunda, no Ginásio do Sírio Libanês.

Ontem, na final do Brasileiro, o narrador mostrou mais uma vez porque merece ser premiado, ao dar voz aos lances das três partidas decisivas simultaneamente.

Silvério também renovou hoje seu contrato com a Bandeirantes até 2014 e está escalado para a copa do mundo.

O troféu é um incentivo também, já que na semana passada o narrador perdeu a esposa que sofria de uma doença degenerativa que ele traduzia como se a amada "estivesse na boca de um dragão, sendo engolida aos poucos".

Aos 65 anos de idade, José Silvério vai passar um dias em Lavras para recompor a vida dele e da família e deve retornar aos microfones em meados de janeiro, quando volta a temporada esportiva.

Ouça aqui o Sofá Bandeirantes com José Silvério, levado ao ar no final de 2008.

O Grupo Bandeirantes levou a melhor nas categorias:

MELHOR EQUIPE DE RÁDIO
MILTON NEVES - apresentador
JOSÉ SILVÉRIO - narrador
MAURO BETING - melhor comentarista de TV
FERNANDO FERNANDES - melhor repórter de TV
Rádio bandeirantes de campinas - melhor emissora do interior

Peças Raras de Natal




Em ritmo de fim de ano, reedito publicação de 2009, com alguns dos jingles natalinos mais marcantes das últimas décadas. Uma boa seleção para gravar no seu MP3 player e ouvir quando estiver passeando pela cidade para curtir a decoração das principais ruas e avenidas.


Ouça aqui um pout-pourri com peças raras de Natal.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

A seleção especial inclui músicas que marcaram época no rádio e na TV para empresas como Pernambucanas, Marabraz (O Natal Existe) e Varig. Tem também dois jingles originais: um criado para Olivetti portátil Lettera 35, em que a música Noite Feliz é tocada na máquina de escrever, e outro em que cães entoam um jingle dos Correios.

No final, você chega aos dias de hoje e ouve a chamada da Rádio SulAmérica Trânsito de São Paulo, em que buzinas tocam uma música de Natal e a "turminha do banco de trás" dá o recado. A peça rara mais original é a nossa mensagem, com meu filho Lucas, de quase 3 anos, cantando a sua versão natalina.

Emoção e diversão garantidas para preparar o seu espírito de Natal.


RADIOESCUTA PEÇAS RARAS: JINGLE BELLS
Ouça o clima natalino nas rádios:

- Décio Clemente relembra jingles da época e conta como foram criados na rádio Jovem Pan

- Em 19 de dezembro do ano passado, o Você é Curioso apresentou músicas e jingles marcantes dessa época de fim de ano.

terça-feira, novembro 30, 2010

A Máquina não deve parar

Desde que publicamos a auspiciosa notícia do retorno da "Máquina do Som" em versão de radioweb neste blog, o assunto está entre os mais clicados. A iniciativa do original Antonio Celso mereceu diversos comentários e muita repercussão no final de 2008 e durante o início do ano passado.

O investimento em equipamentos e no espaço físico da rádio foi pra valer. Aliás, não sei se alguma outra de iniciativa pessoal que transmite exclusivamente pela web ousou fazer o mesmo até hoje.

Logomarca criada para o retorno da Máquina do Som na internet

A notícia que guardo há meses comigo, em respeito ao pioneirismo da máquina e por ter me mantido na torcida por uma reversão do quadro, é a de que a emissora não está mais no ar.

Agora, impulsionado por um comentário da apresentadora Silvânia Alves no Você é Curioso?, da Rádio Bandeirantes, no sentido de aplaudir a volta da Excelsior, percebi que é importante que você que gosta de rádio saiba que para a máquina engrenar novamente é preciso que empresários passem a acreditar e a investir em mídias independentes exclusivamente transmitidas via web.


Ouça o Mofolândia em homenagem a Antonio Celso e, em seguida, o comentário de Silvânia Alves.

Quer fazer algo para voltar a ouvir as melhores músicas de todos os tempos durante o tempo todo? Então, deixe um comentário aqui neste blog manifestando esse interesse e eu respondo a você como isso é possível.

Blog destaca notícias e comentários radiofônicos

Os radioamantes ultimamente têm tido muitos motivos para se conectar à web. Além deste nosso modesto espaço dedicado à criação e à produção em áudio, há outros excelentes canais com o objetivo de divulgar notícias e comentários desse senhor meio de comunicação de quase 90 anos.

Entre eles, vale sintonizar o Blog Radioamantes.


Comandado por Marcos Lauro e por Rodney Brocanelli, o espaço discute e analisa o rádio e todas as suas vertentes: do tradicional AM aos recentes podcasts. Como costumam dizer, o que tem som pinta por lá.

Seriedade e humor se alternam entre os comentários dos radioamantes Marcos e Rodney. O ponto alto fica por conta dos inúmeros áudios gravados pela dupla.

No post atual, por exemplo, os ouvintes-internautas conferem como foi a entrada no ar da Rádio Disney FM, nos 91,3 MHz do dial paulistano, que aconteceu nesta segunda, dia 29 de novembro de 2010. Passe por lá, ouça e opine sobre a estreia dessa emissora que se destina a ouvir e a falar com os jovens.

A dupla também confere grande espaço aos intermináveis e improvisados diálogos entre Milton Neves e Mauro Beting nas jornadas esportivas da Rádio Bandeirantes.

Está dada a dica para você permanecer em sintonia com as novidades do rádio, discutidas e repercutidas por quem entende do assunto.

segunda-feira, novembro 22, 2010

Silêncio de um Chevrolet volta a fazer barulho

Uma nova versão para o clássico jingle "Silêncio de um Chevrolet" está no ar. A criação, que foi assinada pelo saudoso Zé Rodrix, teve uma primeira gravação em 1987. À época, a interpretação ficou por conta do próprio compositor, que comandava a produtora de áudio A Voz do Brasil.


Acompanhe aqui o comercial original feito para o Opala/Diplomata


Na nova campanha da GM, o jingle é utilizado para o lançamento do Camaro na televisão.


Veja aqui o clip da nova versão, interpretado por Frejat e Scandurra.


A campanha é dividida em três fases.

O primeiro comercial tem início com um jovem cantarolando o jingle até chegar ao Camaro. Ao dar a partida e circular com o carro, a versão na voz de Frejat se torna a trilha sonora.

Na sequência, um videoclip de "No Silêncio de um Chevrolet", com duração de 90 segundos, mostra, além do motorista em seu Camaro, Frejat, Scandurra e banda interpretando a música.

Na terceira peça da série, o público será estimulado a assistir aos vídeos disponibilizados no Hot Site da campanha.

E você, o que achou desta nova versão? Faz jus à criação de Zé Rodrix?


Rainha do rádio faz 86 anos de idade




 Marlene nasceu, em São Paulo, em 22 de novembro de 1924. Começou a carreira artística aos 17 anos, ao se apresentar no programa Hora do Estudante, da Rádio Bandeirantes.

Em 1949, ganha o concurso Rainha do Rádio e inicia com Emilinha Borba uma das maiores disputas entre estrelas da música brasileira.


Do acervo da Collectors Editora, acompanhe Marlene em programa patrocinado pela Bom Bril, de 12 de março de 1951.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

Na ativa até hoje, Marlene está prestes a completar 70 anos de carreira.


domingo, novembro 21, 2010

"Esquenta" para show de McCartney

Desde o final de 2009, a radioweb Morcegão FM alia conteúdo inteligente e programação rock de primeira qualidade.

Em janeiro deste ano, o destaque do programa Vinil, que é veiculado de segunda a sábado, às 5 da tarde e apresenta um LP na íntegra, foi o raro Beatles 65. Segundo Renato Morcegão, o disco circulou por pouco tempo e, em seguida, foi retirado de circulação.

Clique aqui para ouvir ou baixar Beatles'65 na Morcegão FM

Para você que vai a uma das apresentações que acontecem hoje e amanhã, no Morumbi, em São Paulo, fique com boa parte das faixas deste trabalho e entre no clima do show. Já, para quem não terá o privilégio de ver ao vivo, vale a emoção contida neste vinil de 45 anos.

Aproveite também para ficar em sintonia com a Rádio Rock Morcegão. Neste fim de semana, a cada meia hora um sucesso de Paul McCartney e The Beatles rola na programação.





Saiba mais:

Beatles'65 é o nome do quarto LP dos Beatles lançado pela gravadora brasileira, EMI-Odeon, em 1965. A capa trazia uma foto do show feito em Washington em 1964 embora o álbum não fosse ao vivo e nem trouxesse músicas da época do show.

Todas as faixas foram extraídas do álbum Beatles For Sale, com exceção de duas faixas que não foram incluídas no Brasil, "Baby's in Black" do lado A e "Every Little Thing" do lado B. O disco, no Brasil, ganhou a numeração MOFB-317. Quando o álbum, Beatles For Sale (numeração na época SMOFB-480, a letra S signifca "estéreo"), foi lançado no Brasil, este álbum foi tirado de circulação. A ordem das faixas no Beatles '65 também foram trocadas comparando-as com as faixas do Beatles For Sale.



•Lado 1:

1. Rock And Roll Music

2. Kansas City-Hey, Hey, Hey, Hey! [Medley]

3. I'm a Loser

4. No Reply

5. Mr. Moonlight

6. I'll Follow the Sun

•Lado 2:

1. Eight Days a Week

2. Honey Don't

3. What You're Doing

4. Everybody's Trying To Be My Baby

5. I Don't Want To Spoil The Party

6. Words Of Love



(fonte: Wikipedia)

quinta-feira, novembro 18, 2010

Buemba!, Buemba! Zé Simão estreia nova série na Bandnews FM

Nesta quarta, 17 de novembro, o jornalista José Simão estreou uma nova série nas colunas que mantém no jornal Folha de São Paulo e na rádio Bandnews.

Depois de "Os Predestinados", é a vez dos "Procurados. Um exemplo: "Procura-se pinscher marrom que atende pelo nome de Fifi. Porém é surda".

Ouça a estreia da série Os Procurados aqui.

Sintonia:
Buemba!, Buemba!
com José Simão
Segunda a Sexta às 8h42 (ao vivo), com reprises às 10h20, 17h37, 0h17e às 3h37
Repetequinhos aos sábados e domingos

segunda-feira, novembro 15, 2010

Madrugada brasileira é destaque na Bandnews FM

Os bailes bombam, os entrepostos de abastecimento não param, as clínicas de estética funcionam a todo vapor e os motéis lotam.

A reportagem da Bandnews FM se embrenhou na madrugada de todo o Brasil para saber o que acontece entre meia-noite e seis da manhã.

A partir desta segunda, você vai acompanhar os sons das ruas, os depoimentos dos baladeiros, vai saber porque tem gente que só faz compra após a meia-noite e até conhecer os atletas da madrugada.

A série de reportagens tem o comando de Inês de Castro.


Ouça aqui a chamada que está no ar.

quinta-feira, novembro 11, 2010

Landell de Moura: o verdadeiro pai do rádio

Foto do acervo de Hamilton Almeida, extraída
do site Caros Ouvintes

Nesta quarta, dia 10 de novembro, o auditório 2 da FACOM (Faculdade de Comunicação e Marketing), na FAAP, foi palco de uma importante discussão. Alunos de Rádio & TV tiveram contato com o jornalista e escritor Hamilton Almeida, biógrafo e autor de 4 obras sobre o Padre gaúcho Landell de Moura.

Acompanhe aqui entrevista exclusiva para nosso blog, conduzida pelo radialista e professor de Comunicação Alvaro Bufarah.

Capa de livro de Hamilton Almeida
Curiosamente, ao fazer um levantamento na web, descobri que desde 1992 foi instituída em São Paulo a Semana Padre Landell de Moura, que acontece entre 5 e 11 de novembro. A lei, de nº 7.957 foi assinada pelo então Governador Luiz Antonio Fleury Filho.

Mas por que estamos dando tanto destaque à Landell de Moura aqui no Peças Raras?

A primeira emissão de sinais captados a centenas de metros de distância, originária do telégrafo sem fio, é atribuída ao italiano Guglielmo Marconi, em 1895, tido por isso como o inventor do rádio. Contudo, segundo historiadores brasileiros, já em 1893, o padre e cientista gaúcho teria realizado as mesmas transmissões de Marconi. Enquanto a patente de Marconi (reconhecido pelo domínio técnico da transmissão de ondas de rádio) se referia apenas à comunicação de mensagens (radiotelegrafia), o padre Landell teria avançado em suas pesquisas, obtendo a transmissão de sons (radiotelefonia) antes de 1899, segundo noticiado à época pela imprensa escrita.

Landell tentou conciliar seus estudos sacerdotais com os de ciências químicas e físicas na Universidade Gregoriana de Roma, onde entrou em contato com as teorias e descobertas da ciência européia do final do século XIX. Porém, segundo matéria publicada no jornal Esquinas, da Faculdade Cásper Líbero, em novembro de 2002, as pesquisas do padre-cientista não eram bem vistas pela diocese, que chegou a acusá-lo de herege, louco, bruxo, “praticante de candomblé e espiritismo”. Apesar da perseguição, que lhe valeu a destruição de seu laboratório e a queima de suas anotações, Landell não se rendeu e resolveu tentar melhor sorte em Nova Iorque, em 1901. Nos Estados Unidos, aperfeiçoou teorias, construiu modelos de seus equipamentos e conseguiu três patentes oficiais norte-americanas: a do telégrafo sem fio e a do telefone sem fio e a do transmissor de ondas sonoras.

Para reparar essa injustiça histórica e reconhecer o gênio brasileiro como o verdadeiro inventor do rádio, foi criado o Movimento Landell de Moura. Você também pode ajudar a mudar o final dessa história, ao clicar aqui e assinar o abaixo-assinado.

Para conhecer mais sobre Landell de Moura, visite também o http://www.landelldemoura.com.br/.






quarta-feira, novembro 10, 2010

10º Escola Voluntária - a verdadeira "Rede Social"

Desde 2001, a Rádio Bandeirantes contribui com a cidadania por meio do Prêmio Escola Voluntária.

A ideia, que conta com o apoio da Fundação Itau Social, é dar voz às instituições de ensino que apoiam projetos sociais e incentivam o trabalho voluntário entre os alunos.

Nesta semana, os ouvintes começam a conhecer os projetos na voz dos próprios alunos, que recebem aulas de radiojornalismo durante o processo. Hoje, por exemplo, foi ao ar a 3ª reportagem da série: Rio das Flores, Rio da Vida.

A ação também é um prêmio para quem gosta de rádio, já que, ao contrário do radiojornalismo que se pratica atualmente, que privilegia apenas a informação instantânea, tem-se aqui a oportunidade de se acompanhar reportagens completas e com os mais diversos sotaques brasileiros.

Para conferir as outras reportagens da série, acompanhe o Twitter do Prêmio.

domingo, novembro 07, 2010

Audiobook JP: Fittipaldi se emociona com narração do 1º título

Emerson Fittipaldi em sua Lotus 62, que desfila hoje
pelo autódromo de Interlagos
Do site da Jovem Pan: Em meio à badalação que circunda o GP do Brasil, em Interlagos, a reportagem da JP emocionou o bicampeão mundial Emerson Fittipaldi (1972 e 1974) com o audiobook em que seu pai, Wilson Fittipaldi, narra os trechos finais que determinaram a conquista do primeiro título mundial do filho na Fórmula 1. A taça foi levantada quando ele ainda tinha 26 anos, em Monza, na Itália.

Após a rápida entrevista com o repórter JP Marcelo Mattos , o pioneiro da F-1 brasileira agradeceu à JP a participação da rádio em sua carreira e na trajetória do automobilismo no país, por "ter dado ao povo brasileiro a oportunidade de começar a ouvir as transmissões internacionais da categoria".

"Cada vez que ouço meu pai transmitindo o campeonato mundial de 1972 é uma emoção muito grande. Me sinto gratificado. Para mim é uma honra muito grande, um presente", afirma.

Ouça esse momento de emoção com o repórter JP Marcelo Mattos.


10 razões para comemorar o Dia do Radialista

Em edição extraordinária, comemoramos mais um Dia do Radialista. Para marcar a data, ouça um trabalho veiculado aqui com exclusividade, que apresenta 10 Razões que comprovam o Poder do Rádio.

A locução é de Sérgio Cursino; texto final do Professor e radialista Alexandre Tondella; edição e efeitos sonoros a cargo do competente Sérgio Zannoti.


Ouça as 10 Razões que comprovam o Poder do Rádio.
(se o player não estiver visível, clique aqui)

Mas você deve estar se perguntando: que história é esta de Dia do Radialista? Já não comemoramos esta data em 2009?

Então, vamos lá: para mim, o dia de fato continua a ser 21 de setembro, mas o de direito passou a ser o dia 7 de novembro.

A princípio, todos que trabalham em rádio e/ou televisão comemoram o dia da profissão em 21 de setembro. Data que foi estabelecida como uma referência aos radialistas desde 1943, quando Getúlio Vargas - na atribuição de Presidente da República - sancionou a lei que fixava um piso salarial para a categoria. Até aí, para quem nos acompanha, nenhuma novidade.


Mas em 2006 Lula assinou e o Senado Federal aprovou uma nova data para a comemoração. O Diário Oficial daquele ano trouxe, em 25 de maio, a sanção da Lei nº 11.327, que institui que o Dia do Radialista passa a ser comemorado, todos os anos, no dia 7 de novembro, data de nascimento de Ari Barroso (foto).

O autor da proposta foi o deputado Sandes Junior PP/GO, que justificou: "além de prestar uma homenagem a Ari Barroso", a data reconhece a importância do Rádio e da categoria profissional dos Radialistas "no contexto da história do país”.

Ari fez de tudo em rádio e ficou conhecido pela criação de uma vinheta sonora, feita com uma flauta, para indentificar os gols nas narrações esportivas.


sexta-feira, novembro 05, 2010

Velocidade no dial

GP Brasil é destaque no Grupo Bandeirantes de Rádio

Vale reviver as emoções da transmissão do Grupo Bandeirantes de Rádio em 2008, quando o piloto Felipe quase fez a alegria da massa e alcançou o topo do pódio.

Se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir ou baixar o áudio.

Quando o assunto é o GP do Brasil de F-1, não tem para mais ninguém no rádio brasileiro: somente as Rádios do Grupo Bandeirantes de Comunicação são as emissoras oficiais da corrida que vai agitar a capital paulista este fim de semana. A transmissão pela Rádio Bandeirantes, BandNews FM e Band FM será acompanhada por mais de 60 mil torcedores no Autódromo de Interlagos.

Rádio Bandeirantes / BandNews FM / Band FM
A partir das 11h de sábado, a Rádio Bandeirantes e a BandNews FM transmitem o treino livre para o GP do Brasil de F-1. Às 13h40, as duas emissoras levam ao ar o treino classificatório que definirá o grid de largada. E no domingo, a partir das 7h, Sergio Patrick e Eduardo Barão comandam o aquecimento para a largada pela Rádio Bandeirantes e pela BandNews FM. Na largada, às 14h, a Band FM se une às duas emissoras e também transmite a corrida, que terá narração de Odnei Édson e comentários de Fábio Seixas, Jan Balder e Alessandra Alves.

SulAmérica Trânsito
A Rádio SulAmérica Trânsito prepara uma cobertura diferenciada neste sábado e domingo, quando a cidade de São Paulo recebe milhares de turistas estrangeiros. Pelo quarto ano consecutivo, a emissora ajudará os visitantes a enfrentar o trânsito da cidade com boletins em inglês, francês e espanhol. Os ouvintes ficarão por dentro das melhores rotas e alternativas para estacionar, além das condições das principais vias da cidade.

quinta-feira, outubro 28, 2010

Zé Bettio faz falta no AM

No 2º semestre de 2008, Zé Bettio voltava à Rádio Record e assumia as primeiras horas da manhã da emissora.

Em dezembro de 2009, alegando cansaço, o comunicador mais popular do rádio acabou deixando o microfone. Pelos inúmeros recados que registro neste blog e no podcast Peças Raras, há muitos órfãos de Zé Bettio.

Será que ainda vamos ter o prazer de ouvir bordões como o famoso "joga água nele" no rádio em breve?

Enquanto não temos a resposta, clique aqui para ouvir uma entrevista com Zé Bettio no Domingo Esportivo, de Milton Neves.

Zé Bettio, nesta gravação, anuncia também que estava finalizando um livro sobre a vida dele. Será um legado para futuros estudantes de comunicação, que vão poder acompanhar a história de sucesso de alguém que teve origem humilde e alcançou o êxito profissional ao transmitir sempre mensagens destinadas à família e à vida simples.

Atualmente, Zé Bettio está com 85 anos.

quarta-feira, outubro 27, 2010

Música para Eleger - Ivan Lins já deu voz à jingle político

Há aproximadamente 4 anos, chegaram às minhas mãos algumas fitas de rolo com áudios raros. Entre as peças raras ali contidas, uma me chama muito a atenção. Em meio à guerra de jingles que toma conta da corrida eleitoral, julgo apropriado dividir esse áudio com o público do nosso blog.


Ouça a versão da música Abre Alas, interpretada pelo próprio Ivan Lins, em um jingle político.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar este áudio, clique aqui)

A canção cita o candidato do PDS à prefeitura de Monte Castelo, Bianchini. Infelizmente não sei ao certo o ano desta gravação, mas os indícios é de que seja do início dos anos 80.

sexta-feira, outubro 01, 2010

Música para Eleger - FHC x Lula em 1994

Chegamos à eleição presidencial de 1994, que marca o início da polarização entre PSDB e PT. Lula e FHC dividiram as atenções.

Depois de ser derrotado por Fernando Collor na eleição anterior, Luiz Inácio Lula da Silva chegou a figurar em primeiro lugar por um tempo considerável nas pesquisas de intenção de votos. Mas o lançamento do Plano Real no ano da eleição pela equipe econômica do governo Itamar Franco contou pontos para a rápida ascensão de Fernando Henrique Cardoso. FHC associou sua imagem à liderança que tinha no governo Itamar e prometeu estabilizar a economia brasileira, sem choques ou congelamento de preços, como era o habitual. O compromisso lhe valeu a vitória no 1° turno, com o dobro de votos de Lula.

Às vsperas de mais uma eleição ao cargo do Poder Executivo, os governos de FHC e Lula têm sido muito comparados. Mas independentemente da preferência dos eleitores por um deles ou por uma terceira via, as canções políticas que marcaram a eleição de 1994 têm suas qualidades. Como já afirmei
nesta série, os jingles costumam ir além do nosso gosto pessoal por tal ou qual candidato. Às vezes, ficamos até irritados com um refrão marcante
e inteligente para um candidato que não tem essas mesmas qualidades. Mas vamos ao que viemos...

Ouça aqui os jingles que marcaram as campanhas de Lula e de FHC no ano de 1994.

A campanha de FHC teve aspectos muito bem pensados em termos de Marketing
Político. Inicialmente, pela escolha de um artista com sotaque bem nordestino para a interpretação do jingle. Dominguinhos transformou a imagem do tucano, até então elitizada e muito vinculada ao sudeste, em algo extremamente popular e emotivo. Já a campanha de Lula parece ter caminhado em direção oposta. O samba, mais ligado à cultura urbana, foi o ritmo adotado na legenda petista.

Vale destaque a um outro detalhe, a mão como símbolo da campanha de FHC e o
slogan "coloque o Brasil na mão certa". Apesar de extremamente preconceituosa, a mensagem não dava direito de resposta ao oponente.


Ficha Técnica dos jingles:
- Levanta a mão (FHC) - Sérgio Mineiro / Sérgio Campanelli / César Brunetti / Maurício Novaes (MCR)
- Lula Brasil - Flávio Augusto (Compasso)


quinta-feira, setembro 30, 2010

Música para Eleger – os inesquecíveis jingles políticos da Eleição de 89

Lula e Collor, em debate de 1989

No capítulo anterior, comentamos da expectativa em relação à força que a TV alcançaria na decisão do voto.

Este poder só foi efetivamente percebido na eleição presidencial de 1989. Os debates apresentavam duelos memoráveis. Lula e Collor dividiam as atenções dos eleitores, representando pensamentos políticos bem diferentes. Para muitos, foi a TV, ou mais especificamente o Jornal Nacional, que decidiu aquela eleição, ao apresentar uma edição manipulada do último debate entre os dois candidatos.

Mas o momento também foi marcado pela transmissão obrigatória do horário eleitoral no rádio e na TV e pelo desenvolvimento do Marketing Político. Os candidatos passam a ser oferecidos como produtos. A embalagem é apresentada pela televisão, que se encarrega de levar a imagem que os responsáveis pela Comunicação de cada campanha criam. Ao rádio, cabe a missão de fazer que os jingles fiquem na mente do povo brasileiro.

Os mesmos compositores que desenvolvem canções publicitárias para grandes marcas passam a cuidar da elaboração dos jingles políticos.

Clique aqui e ouça alguns clássicos das eleições de 1989: Lula Lá; Brasil vai colorir; Eymael, um democrata cristão; além de músicas das campanhas de Ulysses Guimarães e Silvio Santos.

Não perca no próximo capítulo, a polarização entre PSDB e PT. Lula e FHC foram responsáveis pelas disputas nos anos de 1994 e 1998.

Ficha Técnica:
Os jingles da eleição 89 foram extraídos do CD Os 20 Maiores Jingles Políticos de todos os tempos (outubro de 2004), da série Flashback, publicada na Revista Super Interessante. Acompanhe as faixas e os respectivos créditos:
- Lula Lá - Hilton Acioli (Viceversa);
- Brasil vai Collorir - Carlinhos Borba Gato (Moshi);
- Eymael, um democrata cristão - José Castro (Alabama);
- Silvio Santos vem aí - Marcos Possato (Lipstick);
- Ulysses e Waldir - Marcos Possato (Echo's)

Observação: note que não é um mero acaso a semelhança entre os jingles de Silvio Santos e Ulysses Guimarães, já que foram compostos pelo mesmo autor.


quarta-feira, setembro 29, 2010

Música para Eleger – os inesquecíveis jingles políticos dos anos 50 e 60

No segundo capítulo da série Música para Eleger, nosso destaque vai para uma coletânea de jingles políticos publicada pela revista Meio & Mensagem, no final dos anos 1980 (para celebrar a volta das eleições diretas). O CD inclui composições do período que antecedeu a instauração da ditadura militar no Brasil, em 1964.

Nossas peças raras são voltadas para essas incríveis canções políticas. Para mim, elas têm um poder acima do bem ou do mal. Em alguns casos, mesmo quando não nos identificamos com o candidato, os refrões atrelados à campanha dele permanecem em nossa memória.

Relembramos nesta edição algumas produções feitas para a eleição presidencial de 1960. É desta época, um dos mais famosos bordões ligados a um candidato à presidência da república: "varre, varre vassourinha". Repare como o clima de marchinhas carnavalescas imperavam nas canções políticas.

Clique aqui e ouça jingles da campanha de Jânio Quadros.

Acompanhe também as composições que exaltavam Ademar de Barros.

Aqui, um mix com trechos de outras canções que marcaram a disputa de 1960, que incluía ainda o Marechal Lott.

Se, até aqui, o rádio havia sido fundamental na propagação de conceitos sobre as mais diferentes vertentes políticas, a grande expectativa ficava em torno do papel que a TV desempenharia nos eleitores brasileiros. Mas esse poder só seria descoberto duas décadas depois. A ditadura militar varria a criatividade e acabava com a alegria do povo brasileiro.

No próximo capítulo, os jingles que marcaram a redemocratização e a disputa presidencial de 1989.

terça-feira, setembro 28, 2010

Música para Eleger - os inesquecíveis jingles políticos (Capítulo 1)

Em toda eleição, não há muito como fugir deles. Prometendo muitas vezes o que não é possível cumprir, dizendo o que todo mundo quer ouvir.

Não. Desta vez, não me refiro aos políticos. Mas sim aos jingles que tentam fazer a cabeça, ou melhor, ficar na cabeça do eleitor.

Às vésperas de mais um pleito, acompanhamos uma disputa de canções publicitárias que chega a lembrar um duelo entre repentistas.

Houve um tempo, no entanto, que a produção não era tão simples. Por isso, eram criadas menos músicas, que – em contrapartida – ficavam mais tempo ligadas ao respectivo político.

Antes de viajarmos pelo incrível mundo dos jingles políticos, um momento impagável proporcionado pelo rádio.


Ouça aqui alguns comerciais das décadas de 30 e 40 e, em seguida, a sátira política comandada por Alvarenga & Ranchinho.
(se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir ou baixar)

Com seu humor popular, a dupla não poupou ninguém de suas críticas. A ironia e a inteligência transmitidas pelo rádio eram da maior importância. Afinal, vivíamos o auge da popularização desse meio de comunicação e, em uma população de analfabetos, o rádio tinha um forte poder de decisão.

No próximo capítulo, vamos relembrar jingles políticos criados para a eleição de 1960. Entre os destaques, a vassourinha de Jânio Quadros. Até a próxima.


sexta-feira, setembro 24, 2010

Emissoras do Grupo Bandeirantes de Comunicação celebram o Dia do Rádio

Rádio Bandeirantes, BandNews FM, Rádio SulAmérica Trânsito, Mit FM, Band FM e Nativa FM entram em rede para comemorar a data
Foto: Camila Mattoso
(a partir da esq: José Paulo de Andrade, Jones Mendes,
Ricardo Boechat, Murillo Jr., Felipe Bueno e Fernando Solano)

Por André Rizzatto (assessoria do Grupo Bandeirantes de Rádio)

As emissoras de rádio do Grupo Bandeirantes de Comunicação entraram em rede hoje, às 8h15, para celebrar o Dia do Rádio, comemorado neste sábado, dia 25 de setembro.

Nessa transmissão especial, os apresentadores José Paulo de Andrade (Rádio Bandeirantes), Ricardo Boechat (BandNews FM), Felipe Bueno (Rádio SulAmérica Trânsito), Fernando Solano (Mit FM), Murillo Jr. (Band FM) e Jones Mendes (Nativa FM) falaram da importância do meio que completa 87 anos.

A homenagem pode ser ouvida aqui.

quinta-feira, setembro 23, 2010

Campanha de Anador usa áudio 3D

Imagem do moderno capacete que bloqueia problemas
e evita dores de cabeça: "muito melhor que Anador"

Com produção da Nova Onda, a campanha “Contra dor de cabeça, não inventa. Anador!” utiliza o áudio 3D em sete spots.

Para conferir a novidade, é preciso ouvir as peças com fone de ouvido. A tecnologia, também chamada de binaural, transmite ao ouvinte a sensação de estar no ambiente sugerido.

Clique aqui e viaje pelos comerciais, que têm locução de Odayr Baptista e criação assinada pela agência Gringo.

Em matéria publicada no Adnews, o produtor Rodolfo Ferrari explica que “essa campanha não teve uma trilha constante. Todas as peças foram desenvolvidas e pensadas isoladamente, até porque, o sound design teve uma participação extremamente importante na ideia de cada peça”, Os spots foram finalizados em Londres, no novo escritório da produtora.

Saiba mais sobre a tecnologia para produção de áudio em 3D ao acessar esta postagem de 02 de agosto em que exploramos o assunto.

domingo, setembro 05, 2010

A curiosa história do logoton (trilha) que embala o esporte na Rádio Bandeirantes


Mier, abaixo, à direita, integrante do time de colunistas do Você é Curioso?
e comandante do quadro Os Caçadores da Música Perdida

O programa Você é Curioso?, apresentado por Marcelo Duarte e Silvânia Alves, na Bandeirantes, é - na minha opinião - uma das melhores atrações do rádio atual.

Recheado de quadros relacionados à cultura geral, descobrimos verdadeiras peças raras a cada sábado, quando o programa vai ao ar a partir das 10 da manhã (com o horário político, tem começado mais tarde).

No dia 21 de agosto, o colaborador Antonio Mier, em seu “Caçadores da Música Perdida”, respondeu à dúvida de um ouvinte sobre a música das transmissões esportivas da emissora.


Ouça aqui a participação e conheça a origem da antiga abertura das Jornadas esportivas.
(se o player não estiver visível ou quiser baixar o áudio, clique aqui)

Na edição da semana seguinte, no dia 28 de agosto, outro ouvinte colaborou com o programa e trouxe uma nova informação. Segundo Antonio Mier, "a melodia da música pode ser encontrada também em I've Be Working on The Railroad", anterior à “The Eyes of Texas Are Upon You”.

No Blog do Curioso, você encontra dois clips extraídos do Youtube em que a base da música é ouvida. Um com Elvis Presley na interpretação, em 1963, de “The Eyes of Texas Are Upon You”, composta em 1903 por John Sinclair. O outro clip é o tema de abertura de uma famosa série dos anos 50 da TV americana, “Tales of Texas Rangers”.

Além de ser executada em toda abertura do Domingo Esportivo, de Milton Neves, o tema ainda hoje marca eventos solenes e esportivos nos EUA.

sexta-feira, setembro 03, 2010

Estreia hoje documentário sobre Ademar Casé

Ademar Casé é o grande nome do rádio comercial no Brasil. De origem humilde, ainda muito jovem, descobre no aparelho a possibilidade de entrar em sintonia com um admirável mundo.

No início da década de 1930, quando o rádio ainda vivia a fase dos clubes e das sociedades - em que as emissoras eram mantidas pelas mensalidades de seus sócios - e não passava de um meio de comunicação restrito às elites, Casé se torna o principal representante da Philips no Brasil. Naquela época, havia ingressado na empresa para vender aparelhos da ainda desconhecida novidade.


Ouça aqui um depoimento de Casé sobre o início da relação dele com o rádio.
(se o player não abrir ou quiser baixar este áudio, clique aqui)

O filme Programa Casé - o que a gente não inventa, não existe conta por meio de depoimentos a história de como o avô de Regina Casé vira uma celebridade do mundo da comunicação. Em seu programa, o comunicador leva ao ar pela primeira vez novidades como a Música Popular Brasileira de Carmem Miranda, Noel Rosa e tantos outros que eram marginalizados; e o jingle (a propaganda no rádio só havia sido autorizada naquele ano de 32, dez anos após a primeira transmissão no Brasil).

Veja o trailler do filme: 


Entre outras salas, em São Paulo, o documentário está em cartaz no Frei Caneca Unibanco Arteplex:
R. Frei Caneca, 569, 3º piso - Consolação - Centro. Telefone: 3472-2365.
Sala 05 - 17h, 20h30 e 22h10 (projeção digital).


quinta-feira, setembro 02, 2010

Morre, aos 75 anos, o radialista Lourival Pacheco

O radialista Lourival Pacheco faleceu na noite da última quarta, dia 1º de setembro, aos 75 anos de idade. Fora do ar na atulidade, o comunicador empunhou o microfone da Rádio Bandeirantes por cerca de 4 décadas.


Ouça a homenagem levada ao ar no Jornal Gente.


No livro Histórias que o Rádio não contou, de Reynaldo Tavares, há uma passagem hilária envolvendo Lourival Pacheco:

"O Papa Pio XII (Eugênio Pacelli), que se elegera chefe supremo da Igreja Católica em 1939, dezenove anos após, ou seja, em 1958, encontrava-se muito mal de saúde.
A divisão de radiojornalismo da Rádio Bandeirantes de São Paulo PRH-9, que era comandada por Alexandre Kadunc, preparou um programete antecipado, com a biografia, crônica e nota do falecimento, no aguardo da notícia fúnebre do Vaticano. Numa quarta-feira à tarde, o teletipo da France Press tilintou urgente: "Cidade do Vaticano. O papa Pio XII acaba de..."

O redator de plantão, Moacyr Fernandes, nem esperou o fim da transmissão. Correu para o estúdio, providenciou a vinheta para a notícia extraordinária e a fita foi para o ar. Acontece que o telegrama integral da FP dizia: "O Papa Pio XII acaba de entrar... em profundo coma". Moacyr, atarantado, ligou para o estúdio, determinou a interrupção da homenagem póstuma ao Pontífice e solicitou ao locutor Lourival Pacheco que desse alguma explicação aos ouvintes. Este, impassível, lascou no ar: "- Lamentamos informar que o Papa ainda não morreu..."

Quem conseguiu captar primeiro e transmitir em "furo de reportagem" o desaparecimento do Sumo Pontífice foi o repórter Nemésio Prado, pelas ondas da PRB-4 Rádio Clube de Santos, na ocasião pertencente à Organização Victor Costa."

A foto abaixo, extraída do blog de José Nello Marques, mostra a equipe da Bandeirantes, em 2006, da qual Lourival era destaque.
Redação da Rádio Bandeirantes - 2006 - Da esquerda para a direita Antonio Carvalho, Silvania Alves, eu, Débora Raposo, Joelmir Beting, Jane Cristina, Salomão Esper, Lourival Pacheco, Zancope Simões e Haissen Abaki

quinta-feira, agosto 26, 2010

Demônios da Garoa: a mais perfeita tradução de Adoniran

Se você, como eu, está ligado na programação que homenageia o centenário do genial Adoniran Barbosa, deve saber que neste domingo os melhores intérpretes do sambista, os Demônios da Garoa, estão entre as atrações do Centro Cultural São Paulo.

No entanto, os ingressos para os shows do Projeto Adoniran 100 anos
deste sábado (shows de Eduardo Gudin e Quinteto em Branco e Preto) e domingo (Demônios da Garoa e Tetê Espíndola)estão esgotados.

Sugiro, para você que não se programou a tempo, que ouça a antológica entrevista dos Demônios a Paulo Galvão no Bandeirantes Acontece.

 

Clique aqui e prepare-se para muita emoção e boas risadas. No estúdio, em 31 de maio do ano passado, o grupo interpretou vários sucessos ao vivo.

Gil Gomes lhes diz na Cultura FM



O publicitário Marcelo Aquilino é autor do Twitter Queria Ter Feito, em que divide com seus seguidores ideias que gostaria de assinar.

Aqui no nosso blog/podcast Peças Raras, Thomas Roth afirmou que o jingle que gostaria de ter feito é o "Silêncio de um Chevrolet" (do saudoso Zé Rodrix).

Pois bem. Essa entrevista que compartilho agora no nosso blog é a que eu gostaria de ter conduzido. Gil Gomes é um dos destaques de uma trilogia fantástica idealizada por Arrigo Barnabé para a Cultura FM de São Paulo.

Acompanhe neste link a entrevista em que Gil revela como começou sua ligação com o rádio, além de falar sobre música clássica e MPB da melhor qualidade.

Em tempo, Gil Gomes é líder de acesso em nosso blog e atualmente está no ar pela Record AM de São Paulo.