terça-feira, agosto 26, 2008

Metendo o Pé na Lama revela bastidores do 1º Rock in Rio


Detalhe da capa do livro de Cid Castro

Chega às livrarias Metendo o Pé na Lama. Escrito por Cid Castro, a obra traz detalhes curiosos e interessantes sobre o maior festival de rock de todos os tempos.

Cid tem autoridade para falar sobre o assunto. Ele tinha seus vinte e poucos anos e trabalhava na Artplan – agência de publicidade de Roberto Medina que idealizou o evento – em 1985.


Cid foi o criador da logomarca do festival
Medina e equipe transformaram a América do Sul no continente da guitarra, imagem que ficou eternizada no logotipo do Rock in Rio. Mas, apesar da experiência com grandes shows internacionais no Brasil, como Barry White, Julio Iglesias e Frank Sinatra, a Artplan teve um grande prejuízo com o festival que transformou a cidade maravilhosa na capital mundial do rock.

Esta é uma das revelações de Cid Castro em Metendo o Pé na Lama. Em entrevista à Bandnews FM, durante o lançamento da obra na 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, Cid afirmou que um dos motivos que contribuiu para isto foi o embargo das obras feito pelo então governador do Rio, Leonel Brizola. Era uma briga política, já que os Medina tinham feito a campanha para o Moreira Franco. Segundo o autor, o festival só aconteceu pela intervenção de Tancredo Neves, que virou o presidente – apesar de não ter chegado a assumir - durante aquele grande evento.

Para quem era jovem naquele ano de 1985, no entanto, o que ficou na memória foram 90 horas de música em 10 dias de festival. Mais de um milhão de pessoas acompanharam de perto shows nacionais de artistas como: Lulu Santos, Blitz, Kid Abelha, Barão Vermelho e Paralamas do Sucesso. Nomes do primeiro time do rock internacional – AC/DC, Iron Maiden, Ozzy Osbourne e outros – também marcaram presença pela primeira vez no Brasil.


Serviço
Livro: Metendo o Pé na Lama
Autor: Cid Castro
Editora: Scortecci
Formato 14 x 21 - 204 páginas
1ª edição - 2008

quarta-feira, agosto 20, 2008

Ouça A Cartomante, de Machado de Assis



O mais recente episódio do Peças Raras antecipa as homenagens ao centenário de morte do escritor fluminense Machado de Assis (29 de setembro).
Para lembrar aquele que é considerado o grande escritor brasileiro, o podcast apresenta os bastidores e um episódio da premiada série Personagem Procura Radioator.
Exibida a partir de 25 de setembro de 2000, pela Cultura FM de São Paulo, os radioteatros são o resultado de quatro adaptações literárias de contos de Machado de Assis.
O projeto teve início em workshops no SENAC a partir de 1998 e foi uma iniciativa dos professores: Antonio Adami, Mara Prado, Simone Freitas e Sonia Avallone.
No podcast, o destaque fica para as participações de Adami e Mara, que revelam como foram escolhidos os textos e como foi o processo de criação e produção do material. Em seguida, o ouvinte tem a oportunidade de ouvir ou relembrar o primeiro episódio da série: A Cartomante.
A série de radioteatro teve seqüência com as adaptações para os contos A Igreja do Diabo, Casa Não Casa e O Enfermeiro. A parceria entre a Rádio Cultura e o Centro de Comunicações e Artes do Senac de São Paulo foi premiada pela Associação Paulista dos Críticos de Arte – APCA - como melhor iniciativa de rádio naquele ano.

Arte de Newton Foot para A Cartomante, extraída do site universohq.com

segunda-feira, agosto 18, 2008

Chico Buarque driblou a censura com Julinho de Adelaide na década de 70


Francisco Buarque de Hollanda nasceu no Rio de Janeiro em 19 de junho de 1944. Aos dois anos de idade, mudou-se para São Paulo. Voltou ao Rio apenas em 1970, após um período em que esteve exilado na Itália.
Naqueles anos de chumbo, toda e qualquer música com a assinatura de Chico Buarque era proibida.
É daí que surge uma das principais criações de Chico Buarque. Usando o heterônimo de Julinho de Adelaide, o cantor e compositor consegue burlar a censura e faz suas críticas chegarem ao grande público.
Em setembro de 1974, o jornal Úlitma Hora traz uma entrevista exclusiva com Julinho de Adelaide. Conduzida por Mário Prata e Melchíades Cunha Jr., a conversa gravada torna-se um dos mais intreressantes registros daqueles anos 70.

Quando a farsa foi descoberta pelos censores, músicas como Acorda Amor, Jorge Maravilha e Milagre Brasileiro já tinham chegado ao público. A partir deste episódio, a censura passou a exigir que as composições fossem enviadas juntamente com os documentos de identidade de seus respectivos autores.
Para entender um pouco mais deste momento histórico da MPB e da sociedade brasileira, leia aqui a íntegra da entrevista.


sexta-feira, agosto 08, 2008

Festa Na Geral

Lélio, eu, Zé Paulo e Beto Hora


Nesta sexta, dia 8 de agosto, ganhei um grande presente de aniversário. Por ter sido o vencedor da promoção Papai Na Geral, o programa apresentado por Zé Paulo da Glória, Lélio Teixeira e Beto Hora foi feito no salão de festas do meu prédio.
A diversão rolou solta com o bom humor do trio. Para mim, foi emocionante participar de perto de uma atração que faz da inteligência e do improviso suas principais armas. É incrível ver Beto Hora dar voz e vida à sua galeria de personagens.
Sem dúvida, o Na Geral faz jus à melhor tradição do rádio vivo e ao vivo.

Acompanhe aqui a edição do Na Geral deste dia 8 de agosto, na íntegra.


Eu e o filhão, o responsável pela mensagem que valeu o prêmio


Eu e minha esposa, Vanessa com o Beto e o Zé Paulo





Radioescuta Peças Raras na Malaveiaweb


Imagem extraída do blog Kaiser Keller
O boletim Radioescuta Peças Raras destaca o que é notícia neste blog.
De segunda a sexta, entre 9 e 10 da manhã, ao vivo, eu converso sobre curiosidades do mundo radiofônico.
Na participação de hoje, o assunto foi Raul Seixas assumindo um plágio em entrevista a Laert Sarrumor e Ayrton Mugnaini Jr., no programa Rádio Matraca, em meados dos anos 80.

Confira aqui o boletim no ar.

Na próxima segunda, fique ligado na Malaveiaweb, que pode ser ouvida diretamente aqui no Blog Peças Raras, entre 9 e 10 da manhã e também perto do meio-dia para permanecer em sintonia com o Radioescuta Peças Raras.

quinta-feira, agosto 07, 2008

Eu Sou o Papai Na Geral

Na noite desta quarta, dia 6 de agosto, foi divulgado o resultado da promoção Papai Na Geral, da Rádio Bandeirantes.
Os participantes gravaram mensagens divertidas para seus pais, que foram apresentadas desde o início da semana passada no programa que fala de futebol sempre com o bom humor em campo.

Ouça aqui a mensagem vencedora do meu filho.

Como prêmio, amanhã, a partir das 18:30 h., o programa Na Geral (transmitido em AM 840 e FM 90,9 e 96,1) será transmitido ao vivo do salão de festas do meu prédio.

segunda-feira, agosto 04, 2008

Workshop de Podcast no SENAC neste sábado, 9 de agosto

No sábado, dia 09 de agosto, das 9 às 18 horas, estarei no Senac Lapa Scipião para conduzir a 2ª edição do Workshop Podcast – da criação à veiculação.
Leia as informações a seguir:
O termo podcast refere-se a uma forma de publicação de arquivos de áudio, com características de programa de rádio, que permite a atualização automática via internet e pode ser tanto ouvido diretamente no computador como baixado em aparelhos de MP3.
O evento traça um panorama da web 2.0 e das mídias sob demanda para contextualizar o Podcast neste cenário; aponta as situações em que o meio é mais recomendável e apresenta as ferramentas básicas para se criar, produzir, publicar e divulgar os conteúdos de som na rede de computares. O programa é voltado para estudantes e profissionais de comunicação, marketing, assessoria de imprensa ou que possuam um trabalho artístico voltado para música ou artes plásticas.
Quem coordena a atividade é Marcelo Abud, comunicador formado pelo Senac e graduado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Cásper Líbero. Abud foi locutor das rádios Gazeta, Vanguarda FM e emissoras do Sistema Shopping de Comunicação. Atualmente é professor de Criação e Produção de Áudio e de Radiojornalismo na Universidade Paulista (UNIP), sócio-proprietário da produtora Peças Raras e mantém dois Podcasts no ar: Peças Raras, sobre a evolução do rádio; e O Toque, sobre música independente.
São ofertadas até 15 vagas para o workshop, que tem carga de 8 horas e confere certificado aos participantes. As inscrições podem ser feitas pelo site do Senac ou pessoalmente, no setor ao cliente da unidade Lapa. O investimento é de R$ 70,00 - preço à vista, com pagamento em dinheiro, cheque pré-datado ou cartão de crédito (Visa, Visa Electron, Credicard, Mastercard e Diners Club).

Confira uma edição do podcast Peças Raras com um piloto de podcast produzido pelos alunos da primeira edição do workshop.

Workshop: Podcast - da criação à veiculação
Quando: Sábado, 09 de agosto de 2008, das 9 às 18 horas
Onde: Senac Lapa Scipião
Rua Scipião, 67 - Lapa São Paulo - SP
Quanto: R$ 70,00
Mais informações pelo telefone (11) 3475-2200 ou pelo e-mail lapascipiao@sp.senac.br.

sábado, agosto 02, 2008

Crie o logotipo da USP FM e concorra a R$3 mil

A Rádio USP está mudando de logotipo. Se você é estudante regularmente matriculado em qualquer curso de graduação ou pós-graduação de uma instituição de Ensino Superior, participe! Envie sua proposta! O vencedor vai receber R$3 mil em dinheiro. Serão concedidas ainda 4 menções honrosas. Clique e confira o regulamento.

sexta-feira, agosto 01, 2008

Lilian Knapp ao vivo na Rádio Matraca, da USP FM

Laert Sarrumor, líder do Língua de Trapo e apresentador da Rádio Matraca
Ela já foi a queridinha da Jovem Guarda, fazendo dupla com o Leno. Vendeu mais de três milhões de discos com a música "Sou Rebelde", na década de 80! Hoje em dia, é a musa do rock alternativo. Neste sábado, a convidada da RÁDIO MATRACA é a cantora e compositora Lilian Kanpp. Ela estará acompanhada dos integrantes de sua nova banda de rock, KYNNA: o guitarrista Luiz Carlini, lenda viva do rock brasileiro, e o baterista e maridão Cadu Nolla.
Nos anos sessenta, ela arrancava suspiros de jovens enamorados, ao apresentar-se de franjinha loira, minissaia e bota, cantando baladas românticas, como "Pobre Menina", "Eu não sabia que você existia", "A Pobreza" e "Devolva-me", regravada recentemente por Adriana Calcanhoto, sucessos da dupla Leno e Lilian.
Longe disso tudo, o trabalho da banda Kynna se notabiliza por gravações personalíssimas de artistas da nova cena independente do rock tupiniquim, como Júpiter Maçã, Wander Wildner, Bidê ou Balde e a banda Tetine, radicada em Londres.O final do programa é apoteótico: Lilian, Carlini, Cadu e Laert Sarrumor cantam, à capela, "O Pica-Pau", composição da sempre jovem e loira convidada.
RÁDIO MATRACA, programa de música, humor e curiosidades, produzido e apresentado por ALCIONE SANNA e LAERT SARRUMOR.
TODO SÁBADO, 17h, PELA USP FM - 93,7 Mhz
Ouça também pela internet: em tempo real, no site da Rádio USP http://www.radio.usp.br/
Ou a qualquer momento, no link: http://www.radio.usp.br/programa.php?id=20
Fonte: Laert Sarrumor