terça-feira, outubro 14, 2014

NET Educação faz edição especial para o Dia do Professor com Edgard Roquette-Pinto

“Trabalhar pela cultura dos que vivem em nossa terra
e pelo progresso do Brasil.”
(Frase criada por Roquette-Pinto para a 1ª emissora de rádio do Brasil)



Edgard Roquette-Pinto no comando
da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro
(Crédito: site da Rádio Roquette-Pinto)


Nesse Informe NET Educação, além de ouvirmos Vera Roquette-Pinto, radialista e neta do saudoso professor, conversamos com três mestres sobre o tema da convergência da educação com a comunicação: o pesquisador da história das Comunicações e professor da Faap, Flavio Porto, o doutor em ciência da comunicação na ECA-USP, que atua na área da educomunicação, Marciel Consani, e doutor em educação e historiador formado pela USP, Renato Gilioli.  

No áudio, é perceptível a sintonia entre passado e presente, a partir da evolução do conceito de radioeducativo até chegarmos ao uso das mídias como recurso para criar cidadãos críticos nas escolas, com a educomunicação. 

Edgard Roquette-Pinto foi pioneiro ao perceber no uso do rádio uma possibilidade ímpar de levar a educação muito mais longe. Professor de antropologia, médico e sociólogo, ele conheceu a realidade do país ao integrar a Comissão do Marechal Rondon, que adentrou o país, para instalar linhas telegráficas, fazer mapeamentos da terra e os primeiros contatos com indígenas.


Posteriormente, na Exposição Universal de 1922, realizada no Rio de Janeiro (RJ), se encantou com a demonstração de rádio, feita por empresas americanas, o que o fez perceber, nesse novo meio um excelente instrumento para transmitir educação e cultura para todos os brasileiros, inclusive os que estavam mais distantes. O “professor-comunicador” acreditava que, no Brasil, o rádio e o cinema deveriam ser a “escola dos que não têm escola”.

Nenhum comentário: