terça-feira, setembro 30, 2008

A imaginação corre solta no rádio

Largada da Corrida da Gávea (década de 1930)
Foto extraída do site brazilyellowpages.com/automobilismo

Em 1934, o pioneiro das narrações esportivas Nicolau Tuma foi impedido de transmitir a Corrida da Gávea pela Mayrink Veiga.
Mas o speaker metralhadora não se rendeu e criou um esquema muito peculiar para fazer o ouvinte imaginar todas as emoções que envolveriam a prova.

Ouça depoimento do saudoso radialista a Geraldo Nunes, da Rádio Eldorado.

O episódio demonstrou o poder que o rádio tem de transportar o ouvinte para o local do acontecimento por meio da capacidade e criatividade das pessoas que conhecem as características deste poderoso meio de comunicação.
Expediente parecido foi utilizado pela Cidade FM, nos anos 80, para a cobertura do show do Queen no Brasil, mas esta já é uma outra história para um próximo mergulho pelas ondas do rádio.

Nenhum comentário: