sexta-feira, janeiro 15, 2010

Saudosa Memória: Muíbo César Cury faria 81 anos neste dia 15

divulgação

Muíbo César Cury faria 81 anos de idade nesta sexta, dia 15 de janeiro. Faria, se não tivesse pregado uma peça em todos nós. O comunicador saiu de férias no final do ano e não retornou aos microfones da Rádio Bandeirantes AM.

Ouça aqui o boletim Radioescuta Peças Raras de hoje, que traz um pouco sobre a grande contribuição deste artista para o rádio brasileiro. Em destaque, a música tema da Copa de 74, que foi gravada pelos Incríveis.

A carreira artística de Muíbo César Cury começou de forma precoce.
Em 1946, aos 17 anos de idade, em Duartina, cidade natal dele, já comandava a locução no serviço de alto falante da quermesse local. Por essa época também começou a compor músicas, tendo em Teddy Vieira um de seus mais importantes parceiros. É da dupla a moda de viola João de Barro, que ficou conhecida na voz de Sérgio Reis e de outros tantos artistas sertanejos. A composição conta mais de 70 gravações.

A primeira emissora de rádio em que trabalhou foi a Rádio Clube de Marília. Muíbo havia sido descoberto por Omar Cardoso ainda em Duartina. Convidado para ir à Marília fazer um teste, não hesitou. Mas foi apenas dois anos depois que foi chamado para o elenco da emissora.

Em São Paulo, começou no elenco de radioteatro da extinta América. Logo em seguida, em 1953, transferiu-se para a Rádio Bandeirantes, emissora em que permaneceu na ativa até sua morte em 26 de dezembro de 2009. Em paralelo, a partir de 1999, foi contratado pela Rádio Cultura AM de São Paulo para comandar o Raízes do Brasil, das 5 às 7 da manhã.

Na tradicional rádio do bairro do Morumbi, Muíbo fez de tudo. No início dos anos 1970, ao lado de Ronaldo Batista, dividiu a narração do programa líder de audiência da época, o Patrulha Bandeirantes.

Muíbo substituiu Barroso da dupla Barreto e Barroso, após 18 anos da morte deste. Em 1º de setembro de 1987, Barreto e Barroso entraram no ar no lugar da dupla Tonico & Tinoco na condução de programa destinado à música sertaneja de raiz transmitido pela Bandeirantes. Na emissora que foi eleita como a que mais tem a cara, o saudoso comunicador também se destacou como apresentador de auditório e como locutor noticiarista (1ª Hora e Jornal em 3 Tempos). Na década de 1960, comandou o programa Varig, Dona da Noite. Foi o dono do horário da meia-noite às 4 da manhã por um longo período.

Muíbo era o funcionário mais antigo do Grupo Bandeirantes quando faleceu em 26 de dezembro de 2009. Cargo que passa a ser ocupado pelo contemporâneo Salomão Ésper.

Ouça mais:
- acompanhe a edição especial do programa Memória com 2 horas de duração

Ouça uma história completa levada ao ar em dezembro de 1972 e reapresentada no programa Memória, do jornalista Milton Parron.

Veja também:
- Assim era Muíbo

- Morre Muíbo César Cury, da Rádio Bandeirantes

"GUAGUEJAMOS" (nossa seção Erramos): em vez de Minas Gerais, como eu disse no boletim, Duartina fica no interior de São Paulo.

Nenhum comentário: