sábado, setembro 20, 2008

Você sabe por que 21 de setembro é o dia do Radialista?

A semana que vai de 18 a 25 de setembro é tradicionalmente conhecida como Semana da Comunicação, sobretudo em ambientes universitários. Alguns fatos relevantes justificam a denominação. Em 18 de setembro de 1950 entrou no ar a primeira emissora de TV da América Latina (a Tupi); 21 de setembro é o dia do Radialista, comemorado desde 1945, após Decreto-Lei que fixou os níveis mínimos de remuneração dos que trabalham em empresas de radiodifusão; 25 de setembro é o Dia do Rádio, em homenagem a data de nascimento de Edgar Roquette Pinto (em 1884), considerado o Pai do Rádio no Brasil.

Ouça um depoimento de Nicolau Tuma, morto em 2006, em que o radialista explica ao jornalista Geraldo Nunes, da Rede Eldorado de Rádio, a origem do termo que designa os profissionais de rádio e TV no Brasil.

Foto de Nicolau Tuma extraída do site de Isto É Gente e creditada a Edu Lopes.


Nicolau Tuma foi pioneiro nas transmissões esportivas. A primeira partida de futebol que narrou foi em 1932, quando já trabalhava há 3 anos em rádio. Logo, ganhou o apelido de “speaker” metralhadora. Speaker era a forma como os locutores eram chamados à época; metralhadora se deve à agilidade com que Tuma narrava, permitindo ao ouvinte acompanhar o jogo em cima de cada lance, mesmo sem a imagem.
Ainda em 1932, o radialista teve fundamental importância para a Revolução Constitucionalista. Pela Rádio Record, foi dele a voz que transmitiu, em primeira mão, o início da Revolução Constitucionalista, em 9 de julho daquele ano.
O pioneirismo continuaria a ser a marca de Nicolau Tuma ao longo de sua trajetória profissional. Foi o primeiro também a narrar corridas de automóveis, durante a 2ª Guerra dirigiu a Rede de Emissoras Associadas.
Um lutador pelas causas democráticas, Nicolau Tuma – aos poucos – passou a atuar na política, em que permaneceu tendo destaque pelo pioneirismo. Teve participação marcante, por exemplo, na elaboração do primeiro Código Nacional de Trânsito e do primeiro Código Brasileiro de Telecomunicações.
Em 1969, deixa a política e continua a atuar como jornalista no rádio e na TV.
Nicolau Tuma morreu na noite de 11 de fevereiro de 2006, aos 95 anos, de falência múltipla dos órgãos.

Nenhum comentário: